África do Sul: 10 dicas para quem viaja pela primeira vez

17 de junho de 2018

Dicas África do Sul

A África do Sul é um destino incrível e apaixonante. Além dos safaris, as paisagens de tirar o fôlego e a excelente gastronomia, o país ainda tem uma gente muito simpática. Para completar o cenário, o dinheiro sul-africano é desvalorizado em relação ao real, o que pode tornar a viagem mais econômica. Neste post, preparei 10 dicas para ajudar a planejar sua viagem, ou dar uma forcinha para colocar a África do Sul na sua listinha de próximas viagens!

Antes de continuar, confira nosso roteiro de 15 dias pela África do Sul para ver os lugares lindos que conhecemos! 

Dicas África do Sul

1) Documentação necessária

A África do Sul não exige visto para brasileiros. É necessário um passaporte válido, com pelo menos uma folha em branco. Para crianças, além do passaporte é preciso levar a certidão de nascimento. É também exigido o certificado internacional da Anvisa, de vacinação contra febre amarela. Eu tomei a vacina no posto de saúde da minha cidade e pedi o certificado lá mesmo. Alguns dias depois, já estava disponível e voltei retirar no local. Se informe nos postos de saúde de sua cidade, se existe essa possibilidade. É preciso, também, a PID (Permissão Internacional para Dirigir) para quem pretende alugar carro.
Dicas África do Sul

2) Dirigir na mão inglesa

Na África do Sul, como em outros países de colonização inglesa, se dirige na "contramão". Isso pode ser estranho no começo, mas com um pouquinho de paciência e uma dose extra de atenção, tudo se resolve. Ajuda bastante o fato de que as estradas são boas e os motoristas, educados. Uma coisa que ajuda muito é ter GPS ou navegador e, se possível, carro automático. Isso porque, quanto menos atenção for preciso dispensar em dirigir ou procurar o caminho, mais atenção você vai prestar em se manter do lado certo da pista! 😁Se quiser saber um pouco mais, veja este post sobre dirigir na mão inglesa.

Dicas África do Sul

Uma coisa que chamou a atenção é que muitos motoristas têm o hábito de dar um sinal de farol quando você dá ultrapassagem na pista (tipo uma "piscadinha" de farol). Sabe aquele costume que a gente tem no Brasil de dar uma "buzinadinha" para agradecer quando outro carro dá passagem? Então... eles agradecem com o farol!

3) Companhias Aéreas

As principais companhias aéreas que têm voos diretos do Brasil para a África do Sul são a South African Airways e a Latam. Voamos de South African e a experiência foi ótima. A angolana TAAG tem tido uma aceitação super boa. Os amigos que voaram, gostaram da experiência. As aeronaves são ótimas e as tarifas costumam ser melhores. O vôo tem conexão em Luanda (Angola) e por isso é bom conferir se é preciso visto desse país (encontrei informações desencontradas sobre isso, mas aparentemente não é necessário).

4) Pratos típicos e vinhos

Quem gosta de carne, vai voltar da África do Sul com muitas saudades. Desde o "braai" - churrasco sul africano - até os pratos da cozinha Cape Malay, a culinária da África do Sul vai te surpreender. Não deixe de provar o Bobotie, um tipo de bolo de carne, condimentado. Em alguns lugares, eles preparam estes pratos com carne de caça. Outra coisa são os vinhos: visitar uma vinícola e degustar vinhos na África do Sul é uma experiência imperdível. Se viajar no inverno, vai se deleitar em tomar bons vinhos, acompanhando pratos deliciosos!

Dicas África do Sul


5) Supermercados

Pegando carona no assunto de gastronomia sul-africana, vou contar que há ótimos mercados, mas uma rede que viramos "fregueses" foi a Spars. Há mercados de todos os tamanhos (fomos em um enorme em Hazyview e encontramos mini-mercados da mesma rede em Cape Town). O mais importante é que para quem viaja "budget", na Spars costuma ter uma sessão com lanches e refeições prontinhas, além de itens preparados para café da manhã. Isso sem falar da padaria de alguns mercados! Em Cape Town também nos deliciamos com os Food Markets, como o Food Lover's Market

Dicas África do Sul

6) As Guest Houses

Uma forma de hospedagem muito comum na África do Sul são as guest houses. Em geral, as acomodações têm preços melhores que hotéis e oferecem bons serviços. Tivemos ótimas experiências de hospedagem, como The Village Lodge, em Storms River ou La Fontaine Guest House, em Franschhoek.

Dicas África do Sul

7) Dinheiro

A moeda oficial é o rand, que é desvalorizado em relação ao real. Quando viajamos, 1 real valia 4 rands. Atualmente (junho/2018) o real está valendo aproximadamente 3,60 rands. Por isso, uma viagem para a Africa do Sul pode ser mais barata do que imagina. É possível se hospedar e se alimentar na África do Sul gastando bem menos do que numa viagem pelos Estados Unidos, por exemplo. Outro fator que pesa a favor da África do Sul, é o preço das passagens, que costuma ser bem mais em conta do que para a Europa, na alta temporada.

8) Chip de celular

Comprei um chip da Vodacom, porém não acho que foi o melhor negócio... Uma companhia telefônica bastante usada é a ATM, que recomendo para quem for incluir a Suazilândia (eSwatini) no roteiro, pois os chips da Vodacom não têm cobertura na Suazilândia.
Outra opção que alguns amigos usaram e gostaram bastante foi o Chip da Easysim4u (em breve, passaremos a vender estes chips aqui no blog, aguarde!).


9) Onde fazer safari

Entre as principais atrações da África do Sul estão os safaris. Você pode fazer um safari em diversas regiões do país, mas é bom saber que as experiências mais autênticas estão na região do Kruger National Park. Isso porque, segundo o que nos contaram, em muitos parques em outras regiões, os animais  tiveram que ser reintroduzidos pois muitas espécies selvagens haviam sido dizimadas com a caça. Ah, é bom saber que nos grandes parques, a experiência de self-drive (dirigir seu carro alugado) pode ser tão boa quanto os games oferecidos pelas agências. Se quiser saber mais, confira esse post com muitas informações sobre o Kruger Park.

Dicas África do Sul

10) Segurança

Uma estatística que assusta bastante é o índice de violência urbana na África do Sul. Mas diferentemente da realidade brasileira, parece que a criminalidade lá é restrita a alguns lugares. Em nenhum momento nos sentimos com medo ou inseguros. Em Cape Town, inclusive, andavamos à noite em tranquilamente. De qualquer forma, não é bom "dar mole". Ouvimos falar de um golpe que estavam aplicando em turistas, com cartão (alguém se oferecia para ajudar, olhava a senha, furtava o cartão na manga da blusa e dizia que o mesmo tinha ficado preso na máquina). Mas golpes desse tipo acontecem em qualquer lugar do mundo. Outra coisa, mais séria: um guarda da Table Mountain também falou sobre casos de estupro, que (infelizmente) são comuns. Um cuidado a mais para as mulheres que viajam sozinhas.
Dicas África do Sul

Veja mais posts sobre a África do Sul:

Onde se hospedar no Kruger Park
Swellendam: uma surpresa no roteiro
Onde se hospedar em Storms River
Food Lover's Market
Cape Town: atrações do Waterfront
Panorama Route - Vale a Pena?
O que Fazer em Franschhoek: atrações além dos vinhos

Dicas África do Sul

Então, são essas minhas dicas! Ficou com alguma dúvida ou tem alguma dica diferente? Deixe um comentário!

Planeje sua viagem para a África do Sul

Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão! É só seguir os links:
Reserve seu hotel pelo Booking
Compre seu ingresso pela Ticket Bar e escape da fila

Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, GOOGLE + e TWITTER. Assine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

Nenhum comentário

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!