Kruger Park, África do Sul: onde se hospedar dentro ou fora do parque

28 de janeiro de 2018
Tranquil Nest, Hazyview (Foto: Booking)
Escolher um hotel para se hospedar no Kruger Park na África do Sul, não é tarefa das mais fáceis. A lista de opções é imensa e ainda surgem muitas duvidas: é preciso ficar dentro do parque? Se me hospedar em um hotel econômico fora do parque, vou ter chance de fazer um safári? Quantas hipotecas preciso fazer pra poder me hospedar em um lodge?
Qualquer um fica perdido diante de tanta informação. Por isso, neste post, quero contar um pouquinho da nossa experiência de hospedagem e também da incansável pesquisa que fiz para escolher onde ficaríamos.

Antes de continuar, uma pergunta: já leu nosso post "Decifrando o Kruger Park, na África do Sul"? Tem bastante informação e é um bom começo para saber mais sobre o Kruger!

Onde se hospedar dentro do Kruger National Park

O Kruger é um parque nacional administrado pelo South African National Parks e há vários tipos de alojamentos distribuídos pelos quase 20 mil km² do parque.
Recomenda-se especialmente ficar nos alojamentos (camps) ao sul do parque, onde aumenta sua chance de ver animais, devido aos vários rios. Particularmente na época da seca (inverno – junho a setembro) os animais se movimentam muito em busca de água.
Kruger Park Africa do Sul
O queridinho dos camps é o Skukuza, maior de todos, com várias unidades estilo bangalô. Não forme uma impressão errada com a palavra camp. Não são acampamentos, mas áreas cercadas com uma certa estrutura. Está certo que em alguns camps há apenas estrutura para acampar ou estacionar motorhomes, mas no Skukuza - o mais equipado - tem restaurante, posto de gasolina, área de piquenique, cafeteria, etc.
Kruger Park Africa do Sul
Posto de gasolina - Skukuza
Quando comecei a pesquisa, não havia nada disponível nos alojamentos do SanParks e eu pensei em desistir, mas me disseram que isso muda bastante, havendo cancelamentos. Por isso, reservei um hotel com cancelamento gratuito (viva o Booking!) bem próximo ao portão Paul Kruger e continuamos tentando.
Quando surgiu uma vaga, tentamos reservar, mas dava erro. Não sei porque, mas tivemos que usar um outro cartão de crédito, diferente daquele que sempre usamos em qualquer reserva. 
A reserva dos camps pode ser feita no site do Sanparks, mas já adianto que é um trabalho danado! O site não é muito amigável e dá erro facilmente. Depois de muitas tentativas, reservamos um bangalô no Skukuza, que custou cerca de 400 reais, sem nenhuma refeição inclusa.

Como reservar acomodação no site do SanParks

O passo a passo é mais ou menos assim: você entra neste link e lá no final tem um espaço para colocar sua data. Após surgirem as disponibilidades, selecione a acomodação desejada (huts são bangalôs e camp sites são locais para acampar). Aí você terá que verificar novamente a disponibilidade para todos os dias de permanência. O próximo passo será reservar (book and pay directly). Ah, antes de fazer a reserva é preciso criar uma conta (se cadastrar) com senha no site.
Kruger Park Africa do Sul
Nosso bangalô no Skukuza Camp
Outra opção no Kruger são lodges que têm permissão para operar dentro do parque. Encontrei este site (safari.com) que tem permissão para fazer reservas e trabalha na mesma base de disponibilidade do site Sanparks. Eles têm uma equipe que atende on-line por chat e achei o pessoal super atencioso. Mas não efetuei a reserva com eles, então não posso garantir...

Onde se hospedar quase no parque

Há opções que são muito próximas aos portões, o que é uma baita vantagem! Nos hospedamos por duas noites no Protea Kruger Gate e adoramos o hotel. É mais do que costumamos pagar por hospedagem, mas achei que valeu a pena. O hotel tem estilo de resort, bonito e bem decorado, com quartos grandes e confortáveis.
Protea Kruger Park
Protea Kruger Park

Na diária, está incluso o café da manhã e um jantar super variado servido na Lapa – área aberta, em volta de uma fogueira. Como era inverno, havia aquecedores próximos às mesas.




No lobby do hotel, sempre havia uma pessoa responsável por reservar os games (safaris) com agências especializadas, mas enquanto ficamos hospedados lá, optamos por fazer self-drive (passear no parque em nosso carro alugado). O hotel fica exatamente vizinho à entrada do parque – é só atravessar a estrada! 
Veja aqui outras opções próximas, no Booking.

Outra opção que pensei seriamente em escolher foi a Wild Olive Tree Camp, acomodação ao estilo "glamping" - são barracas, com camas confortáveis, banheiro privativo, café e jantar incluídos na diária. O Wild Olive Tree Camp fica vizinho ao portão Orpen e é bem avaliado no Booking e Tripadvisor.
Wild Olive Tree Camp Kruger Park
Wild Olive Tree Camp (Foto: Booking)

Onde se hospedar em reservas privadas

Outra opção ainda, não exatamente dentro do parque, são as reservas privadas. A informação é de que não há cercas separando as reservas do próprio Kruger. Estas opções são mais caras e geralmente oferecem o serviço completo, com todas as refeições e dois games por dia. Uma das mais econômicas é o Elephant Plains Game Lodge.
Elephants Plain Game Lodge
Elephants Plain Game Lodge (Foto: booking)

Nossa amiga e leitora Rita Amaral fez um review desse lodge, já leu? Clique aqui!

Entre as reservas particulares, a mais badalada é a Sabie Sand Game Reserve, famosa por seus leopardos.
Outra reserva com hotéis de luxo bastante queridos dos brasileiros é Kapama, que também fica em uma reserva particular e inclui 2 safaris por dia na diária. Há algumas opções, entre elas o Kapama River Lodge e Kapama Southern Camp.

Kapama Southern Camp
Kapama Southern Camp (Foto: Booking)

Onde se hospedar fora do parque

Hazyview

A cidade de Hazyview é um dos melhores  lugares para se hospedar fora do parque (senão o melhor). A cidade tem uma infra muito boa, com mercados, inúmeras guest houses, pousadas, hotéis e até um shopping bem grande! Se economia é uma palavra forte no seu vocabulário, aqui é seu lugar!
Hazyview fica próxima ao portão Numbi Gate, então dá pra passar o dia no parque fazendo self-drive ou games, e ainda voltar e ter um certo conforto de cidade. 
Confira aqui as opções no Booking para Hazyview

Malelane

Antes de conseguir reservar hospedagem no Skukuza, pensei fortemente em ficar um dia em Malelane, pois era muito próximo ao portão Malelane e tinha opções bacanas de guest houses. Outra razão é que depois do Kruger, partiríamos para a Suazilândia, e dali seria mais perto. Minha opção tinha sido a Barnstormers Rest, guest house toda decorada com o tema "aviação".
Barnstormers Rest Malelane
Barnstormers Rest (Foto: Booking)

Mas outras que me atraíram foram: Hamiltons Lodge and Restaurant (que fica quase vizinho ao portão) Selati 103 Guest Cottages e uma opção mais econômica que seria o Hennie's Rest.

Olhando no mapa, Malelane tem um centrinho comercial. Mas não posso afirmar exatamente o que você vai encontrar por lá. Talvez seja interessante encontrar uma pousada que ofereça opção de jantar. Como mudamos de plano, cancelei a reserva e acabamos saindo do Kruger pela entrada de Crocodile Bridge.
Confira aqui as opções no Booking para Malelane

Marloth Park

Fica próximo à saída de Crocodile Bridge. É um lugar bonito, e olhando no mapa, há uma reserva particular e muitas opções de hospedagem (Confira aqui). Saindo do Kruger por esse portão, só vimos fazendas, então não posso falar muito sobre a cidade. Mas acredito, por ter tantas pousadas, que tenha uma boa estrutura turística. 
Até aqui eu listei as opções mais próximas aos portões no sul do parque, que é a área mais visitada do Kruger. Para quem não vai ficar dentro do parque, é conveniente ao menos ficar próximo a algum portão, assim, dá pra começar o dia cedinho!
Há também outras cidades que ficam mais próximas a portões no lado norte como Phalaborwa, ou Nelspruit que tem um aeroporto, onde chegam vôos vindos de Johanesburgo. 


Onde não se hospedar:

Depois de rodar um pouco pelas redondezas, e tanta pesquisa, eu não aconselharia ficar perto de Calcutá. A cidade não é bonita e nem tem muita infraestrutura. Vimos uma Guest House e até alguns Lodges ali perto, mas não achei muito atraentes. Dê uma bela olhada no mapa e evite a região!

Para concluir eu diria que não é necessário se hospedar dentro do Kruger para aproveitar bem. Mas quanto mais próximo a algum portão você ficar, muito mais práticos serão seus passeios!

E aí, ainda em dúvida? Faça uma pergunta! Tem alguma outra sugestão boa de hospedagem no Kruger? Deixe um comentário!

Estique sua viagem pela África do Sul - veja mais posts:
Roteiro de 2 semanas pela África do Sul
Roteiro de 4 dias em Cape Town

Planeje sua viagem para a África do Sul!

Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão! É só seguir os links:
Reserve seu hotel pelo Booking
Compre seu ingresso pela Ticket Bar e escape da fila

Gostou do post? Salve no Pinterest!


Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, GOOGLE + e TWITTER. Assine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

9 comentários

  1. Excelente post com todas as informações! Adorei! Espero usar essas dicas e te fazer muitas perguntas em breve! :)

    ResponderExcluir
  2. Puxa, que post valioso ! Estive pesquisando para minha filha e o marido e não entendia onde seria melhor. Achei tudo caríssimo. Excelentes informações. beijocas

    ResponderExcluir
  3. Eba! Veio muito a calhar seu post, estou pensando muito neste destino para daqui um tempo e tinha muitas dúvidas sobre a hospedagem. Pelo visto, com os erros do site é até bom que eu me organize bem antes. Valeu pelo post tão completo. Tati

    ResponderExcluir
  4. Essa sua viagem me arrancando suspiros. Amei cada um dos posts e amei esse também. Mas eu fico me perguntando... o parque certamente é gigantesco né? Há muita estrutura. Obrigada por ir sanando as dúvidas de forma bem detalhada.

    ResponderExcluir
  5. Excelente post! Muito útil e esclarecedor. Que inspiração de viagem hein. Uauu!

    ResponderExcluir
  6. Lili Jumanji aventureira ataca de novo! Imagino vc com seu look safari....rs Amiga, ainda nao sei se dou conta de correr o risco de acordar com um leao na janela do meu quarto, seja em qual hotel for, natureza pra mim, já sabe, é lindo de ver no Discovery Channel ..... rs Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Olá Liliane
    Adorei o seu post. Vou com meus dois filhos e ficaremos no Kruger Lodge do Pestana. Contudo, estou com dificuldades de reservar os game drivers (safaris). Você indica alguma agência de Safaris?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariana, muito obrigada! Pelo que vi, o Pestana fica em Malelane, né? Não conheço agências de lá. Você já tentou entrar em contato com o hotel e ver se eles indicam? Quando eu estava pesquisando, achei poucos sites de agências. Uma delas foi essa: http://www.echoafricasafaris.com/ Mas não reservei nada com eles. Só fiz 2 safaris com o pessoal do Kruger mesmo e o restante foi self-drive.

      Excluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!