Rota Jardim, Africa do Sul: um roteiro de 3 dias


Rota Jardim - África do Sul

A Rota Jardim (Garden Route) é uma das principais atrações da África do Sul e combina muito bem com um roteiro por Cape Town. Com muitas cidades à beira do Oceano Indico, a rota tem paisagens lindas, parques, trilhas, esportes radicais, contato com a natureza e cidadezinhas charmosas.
Passamos apenas 3 dias na Rota Jardim, mas poderíamos ter ficado bem mais. No entanto, nosso roteiro pela África do Sul estava super corrido, então tivemos que escolher poucos lugares para conhecer na região.

Neste post você vai encontrar dicas dos passeios que fizemos, onde nos hospedamos e também dicas de restaurantes.

O roteiro


Pra começo de conversa, é bom dizer que a Rota Jardim se estende por um trecho de uns 200 km que separa o Parque Nacional de Tsitsikamma de Mossel Bay. Mas é costume incluir no roteiro cidades desde Port Elizabeth (onde chegam muitos voos), Jeffrey's Bay, ou ainda Hermanos e Gannsbaai.

Rota Jardim - África do Sul
Jeffrey's Bay
Nosso roteiro começa em em Port Elizabeth. Chegamos na cidade à noite, vindos de Johannesburgo. Nosso vôo atrasou e ainda assim, teimamos no nosso plano de dirigir até Jeffreys Bay. Pegamos nosso carro alugado e pé  na estrada! Chegamos em Jay Bay já era quase 11 da noite. Era uma segunda feira e parecia  que todo mundo da cidade já tinha ido dormir.

Sem reservas para aquela noite, demos uma fuçada no Google e encontramos algumas Guest Houses com disponibilidade. Acordamos algumas pessoas, mas todos disseram estar lotados (acho que ninguém quis se levantar e me atender de pijama!! kkkk). Quando achávamos que nossa cama seria o banco do carro, encontramos um prédio de apartamentos com portaria 24 horas. Ufa! E não é que o apê era uma fofura? Fica a dica de hospedagem: SeaShells Luxury Apartments - apartamentos completos à beira da praia.

Rota Jardim - África do Sul
Oceano Indico - Jeffrey's Bay
No dia seguinte, tomamos café e fomos dar uma volta na praia. Era inverno e apesar de ser a estação chuvosa,  o dia estava lindo! Havia algumas pessoas correndo e alguns surfistas procurando ondas. Afinal, Jay Bay é um dos melhores lugares para a prática de surf na África do Sul...


Tsitsikamma e Storms River


Rota Jardim - África do Sul


Após conhecermos oficialmente o Oceano Indico,  pegamos nossas malas e voltamos para a estrada rumo ao nosso próximo destino - Storms River. A cidade fica nos limites do Parque Nacional de Tsitsikamma, o ponto mais esperado de nosso roteiro na Garden Route.

Rota Jardim - África do Sul



Neste parque, o Rio Storms deságua no Oceano Indico e há uma ponte pênsil atravessando o rio. O bom é que a ponte não é tão alta, então, não ficamos com medo. Há uma trilha para chegar à ponte, mas é quase toda em deck e escadas de madeira. Bem tranquilo! 






Rota Jardim - África do Sul


O parque tem uma estrutura super bacana, com pousada, restaurante e loja, além de agência que organiza passeios de caiaque no rio. 


Rota Jardim - África do Sul

Rota Jardim - África do Sul
Há trilhas que beiram o oceano e as paisagens são lindas. Como se não bastasse isso, ainda vimos baleias e golfinhos nadando próximo à praia. Outro animal facilmente visto por lá é o Dassie (ou Rock Hyrax), um roedor fofo que fica sobre as pedras, a beira mar.

Rota Jardim - África do Sul


Rota Jardim - África do Sul


No parque, almoçamos no restaurante Cattle Baron (da mesma rede que tínhamos jantado no Kruger). Nossa ideia era fazer um pique nique, mas não tínhamos feito compras e na loja do parque não havia muitas opções.


Rota Jardim - África do Sul

Depois de curtirmos o parque, voltamos para nossa pousada em Storms River (The Village Lodge - adoramos!). Aproveitei para sair fotografando a vila cercada de montanhas, com construções charmosas e muito verde.

Rota Jardim - África do Sul

À noite, o jantar foi no De Oude Marthe Restaurant em um hotel bem em frente à pousada. (The Village Inn). Aliás, eu preciso dizer que amamos comida na África do Sul. E pra ajudar, aqueles vinhos maravilhosos..

Leia também nossos outros posts sobre a África do Sul


Knysna e Mossel Bay

Dia seguinte,  tomamos nosso café com muita calma e tocamos pra Knysna conhecer o Píer e as famosas Knysna Heads. Há várias outras coisas pra fazer lá mas ainda tínhamos muito passeio pela frente. 

Rota Jardim - África do Sul

Rota Jardim - África do Sul

Rota Jardim - África do Sul

Saindo de Knysna, em direção à Mossel Bay, passamos próximo à Ponte sobre o Rio Kaaiman. O lugar era lindo e a vista pedia uma parada para fotos! 

Rota Jardim - África do Sul

Rota Jardim - África do Sul

Seguimos para Mossel Bay, onde passeamos e almoçamos em um restaurante com vista para o Indico. 

Rota Jardim - África do Sul
Mossel Bay: restaurante com vista para o mar e o Farol

Esta noite estávamos sem reserva de novo. O plano era pegar a estrada rumo a Franshhoek, nosso próximo destino, e parar em algum lugar no caminho. Mas as donas da pousada de Storms River nos indicaram Swellendam: uma das cidades mais antigas da África do Sul, que não fica na Rota Jardim, mas é uma opção para dar "uma esticada".


Além da Rota Jardim: Swellendam

A cidade é bem pequena e diante de tantos prédios históricos eu comecei a inventar que queria dormir em uma casa histórica. E não é que eu achei uma pousada linda e que cabia bem no orçamento? Nos hospedamos na Cypress Cottage, e o nosso quarto ficava onde antes havia um celeiro! Achei um charme!


Como chegamos tarde em Swellendam,  mal deu pra ver a cidade. Pesquisamos alguns restaurantes e acabamos jantando do De Vagabond. No dia seguinte, após café da manhã e um agradável bate papo com o dono da pousada, saí fotografando. Mas vou te contar que daria pra ficar mais em Swellendam. A região é produtora de frutas (berries) e dá pra se hospedar em uma das muitas fazendas, participando da colheita, na época certa.
Swellendam - África do Sul
Adicionar legenda

Deu vontade de esticar em Swellendam, mas já tínhamos outro destino nos esperando: Franschhoek, na região vinícola, próxima a Cape Town. Junto a Stellenbosch, é um dos principais destinos de enoturismo da África do Sul.

Uma curiosidade é que depois de chegar em Swellendam, fui pesquisar e encontrei um post do blog Se Lança, contando que tinham ficado Cypress Cottage! Contei para o dono da pousada que ficou mega feliz. 

Mapa da Garden Route

Clique sobre o mapa para navegar e ver os lugares que visitamos:


Para explorar a Garden Route 

É indispensável alugar um carro para explorar as atrações favoritas a seu tempo, até porque o transporte público não ajuda

Rota Jardim - África do Sul
As estradas são ótimas e o combustível tem preço bom. Dirigir na mão inglesa pode ser um desafio, mas geralmente no segundo dia, os motoristas já estão se acostumando... (Faça a cotação de aluguel de carro com a RentCars, parceira do blog)

Rota Jardim - África do Sul
Adicionar legenda

Se possível,  reserve mais dias pra conhecer também Plettenberg Bay e George ou ainda esticar até Cabo Agulhas, onde os oceanos Atlântico e Índico se encontram. E que tal mergulhar com tubarões brancos em Gansbaai ou observar baleias (no inverno) em Hermanus?

Uma dica é tocar pelo litoral até Cape Town. Dizem que a estrada à beira mar é considerada uma das rotas oceânicas mais bonitas do mundo (isso foi o que as donas da pousada em Stormriver nos disseram, mas não consegui confirmar..rs).

Na Garden Route há atrações para quem gosta de esportes radicais: como o famoso bungee jump na Ponte do Rio Boukrans, próximo a Stormriver.

Há diversos parques para safari e game lodges na Garden Route. Mas como já tínhamos feito no Kruger, achamos que não valeria a pena.

Enfim, minhas expectativas com a Rota Jardim eram altas, mas foram superadas! Fiquei muito feliz por poder conhecer este pedacinho da África do Sul e molhar a mão (estava frio...) no Oceano Índico. Espero que tenha gostado do relato! Caso tenha algum palpite ou dúvida, deixe um comentário!

Gostou do roteiro? Salve no Pinterest


Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, GOOGLE + e TWITTERAssine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

2 comentários

  1. Oi, Liliane. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natalie! Que coisa boa!!!
      Muito obrigada pela indicação!!!!
      Abraços!! <3

      Excluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo