Atravessando a Serra da Babilônia, rumo à Canastra!

7 de fevereiro de 2015

A Serra da Babilônia é um baita destino para quem gosta de 4x4 e pode ser um  belo caminho para conhecer a Serra da Canastra, em Minas Gerais, lugar que muita gente lembra pelos seus queijos! Mas também pode ser um passeio a partir de São João Batista do Glória, ou mesmo Delfinópolis. Neste post, vou contar um pouco de como foi nossa "travessia" da Serra da Babilônia, com destino à Serra da Canastra.

Ainda teríamos que atravessar aquele paredão ao fundo!

Para chegar à Canastra, decidimos pelo "pior" caminho: deixando o asfalto para trás em São João Batista do Glória (MG), tomamos o rumo da Serra da Babilônia. Por lá ficamos sabendo que esta trilha é bem conhecida entre os fãs de 4x4.

Bem ao fundo, dá pra ver a cachoeira Casca D'Anta


Embora tenha sido um trajeto mais difícil, adoramos o passeio, e curtimos a vista incrível que se tem lá do alto da Serra da Babilônia. Esse lugar também é conhecido como Serra Branca e dá pra entender o nome, pela cor da terra e das pedras, como mostra a foto abaixo:



Estes "muros" centenários são conhecidos como Currais de Pedra, e eram utilizados para demarcar as terras.

Como é possível ver no mapa, são aproximadamente 75 quilômetros por terra, e o tempo estimado pelo google é de 2 horas e 14 minutos. Mas pode levar mais tempo, visto que a "estrada" nem sempre é sinalizada e muitas vezes tivemos que parar para pedir informação.

De São João Batista do Glória a São José do Barreiro (Google Maps)
Optamos por nos hospedar em São José do Barreiro, um distrito de São Roque de Minas, com cerca de 200 habitantes. Uma razão que nos levou a esta decisão foi que São José fica bem perto da parte baixa da Casta D'Anta, uma das principais atrações do parque. Outra coisa bacana, é que na vila tem uma vista incrível da Serra da Babilônia, e do paredão da Canastra.

Rio São Francisco, em São José do Barreiro

Importante - Dicas sobre a Serra da Babilônia

- Em muitos trechos da estrada, é necessário ter veículo 4x4. Especialmente se chover! Com veículo comum, é melhor chegar à Canastra por São Roque de Minas, ou Piumhi, dependendo de onde for seu ponto de partida.
- O único restaurante no caminho é o da Vanda, que fica perto de São João Batista do Glória. Neste site há mais informações!!!
- Há um outro caminho, chamado "Canteiros" - mais curto e esta estrada está em melhores condições.
- Não utilizar a Serra do Rolador: quando fomos, disseram que até veículo 4x4 andava tendo que ser resgatado por trator!

Confira também este post sobre as atrações que conhecemos no Parque Nacional da Serra da Canastra.


Gostou do Post? Salve no Pinterest!

Planeje sua viagem!

Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão! É só seguir os links:
Reserve seu hotel pelo Booking
Alugue um carro pela Rentcars, parcele as reservas e tenha atendimento em Português!
Faça seu seguro viagem com desconto na Seguros Promo - use o código TRILHASECANTOS5 e ganhe 5% de desconto na sua compra!
Pesquise passagens aéreas com ótimas tarifas no Viajanet
Compre seu Chip de Celular para usar no exterior e receba em casa, antes da viagem

Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, TWITTER. Assine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

14 comentários

  1. Olá Liliane!!
    Provavelmente irei para a Canastra em outubro. Vocês fizeram este trajeto em quanto tempo? Qual o carro ( irei de TR4)?
    Obrigado, Rodrigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rodrigo! Fomos de Triton e levamos cerca de 2 horas e meia de São João Batista do Glória até São José do Barreiro. De TR4 é tranquilo pra ir sim, só evite o trecho da serra do Rolador (não passamos por lá). Boa viagem!!!!!

      Excluir
  2. bom dia,

    As estradinhas parecem boas, pretendo ir de Uno 99, motorzinho fiasa, será que dá??

    ResponderExcluir
  3. Roberto, acho que se não chover até dá, viu? Evite a Serra do Rolador e veja a possibilidade de ir pela estrada de Canteiros, que é mais nova... Boa viagem!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Obrigada pela visita! Que bom que gostou, espero que se anime a ir também!!

      Excluir
  5. Olá, eu gostaria de ir visitar, porém não acho uma hospedagem legal. alguma dica?

    ResponderExcluir
  6. Olá!!! Nós sempre nos hospedamos em São José do Barreiro, distrito de São Roque. Fica no vale, entre o paredão da Canastra e a Serra da Babilônia. Já ficamos na Oásis da Canastra e no Recanto da Canastra. A serra da Babilônia, especificamente não conheço...

    ResponderExcluir
  7. Eu fui com o meu Gol j4 mil e andei por tudo se não chover pode ficar tranquilo que vai embora pretendo voltar logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Warlei! Já tivemos um gol e rodávamos muito com ele por estradas de terra. É o que você disse: se não chover, beleza!!

      Excluir
  8. Oi Liliane.

    Estive no parque da Canastra em 1998 com amigos da faculdade. No feriado agora de junho vou pela primeira vez de carro.
    Vamos ficar em São Roque de Minas e achei interessante essa possibilidade de ir pela estrada dos Canteiros. Será que vale a pena?
    Pelo que entendi temos que ir até São João Batista do Glória e de lá pegar as estrada dos Canteiros até São Roque, né?

    Abs.
    Adriano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano, exato. Vc pega a estrada de canteiros antes de chegar à cidade (é preciso se informar por lá, viu?) e vai sair perto de Vargem Bonita!
      Mas as fotos deste post são do caminho pela Serra da Babilônia. No ano seguinte é que fomos pela estrada de Canteiros e achamos bem mais fácil, viu?

      Excluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!