Serra Catarinense: roteiro e dicas

Morro da Igreja
Pedra Furada no Morro da Igreja
Fizemos um roteiro de carro pelo sul no inverno de 2014. Nosso objetivo principal era conhecer as cidades de São Joaquim e Urubici, que ficam na Serra Catarinense. Por uma questão de "logística" e interesses, acrescentamos Blumenau e Curitiba ao nosso roteiro. Saindo do interior de São Paulo, foram pouco mais de 7 horas até Blumenau, onde ficamos por 3 noites. Os passeios que fizemos em Blumenau, já contei neste post aqui.
De Blumenau, seguimos para São Joaquim e fizemos um trajeto longo, passando pela Serra do Rio do Rastro. O caminho foi meio cansativo, mas as paisagens compensaram o esforço! 
Serra Catarinense
No alto da Serra do Rio do Rastro
Sul do Brasil
A imensidão da serra - um lugar impressionante
De lá, chegamos em São Joaquim, onde passamos duas noites. Em um dos dias que estivemos em São Joaquim, pegamos uma estrada rural e chegamos até o Cânion de Montenegro, em São José dos Ausentes, no estado do Rio Grande do Sul. Foi um passeio lindo e um perfeito dia de férias em família! Saindo de São Joaquim, atravessamos matas e matas de araucária e até vimos uma gralha azul (ave que dissemina estas árvores). Após cruzarmos o Rio Pelotas e entrarmos no Rio Grande, a paisagem muda, mas continua linda!
Santa Catarina
Arredores de São Joaquim
O destino a seguir foi Urubici, que conhecemos em dois dias, visitando pontos turísticos como a Cascata do Avencal e o Morro da Igreja (este lugar é chamado "Sibéria Brasileira"). Contei tudo neste post aqui.
Urubici
Morro da Igreja - Pedra Furada

Urubici
Cascata do Avencal vista do mirante (à esquerda) e vista ao final da trilha (à direita)
Saindo de Urubici, o nosso último destino foi Curitiba, uma das minhas cidades favoritas, onde passamos mais três noites.

Distâncias:

Para dar uma melhor ideia do nosso roteiro, veja o mapa e as distâncias entre as principais atrações da serra:
Nosso trajeto por Santa Catarina (fonte: Google Maps)
As distâncias entre alguns pontos de interesse (google maps):
Orleans à Serra do Rio do Rastro: 36,9 km (47 minutos)
Serra do Rio do Rastro a São Joaquim: 55,6 km (52 minutos)
Serra do Rio do Rastro a Urubici: 84,3 km (1h 16 minutos)
São Joaquim a Urubici: 61,5 (59 minutos)

Sem dúvida, o melhor jeito de se locomover por lá é de carro. Estávamos de 4X4, mas se não chover, dá para explorar muito bem a região da serra com carro comum de passeio.

Hospedagem:

Como eu já contei antes, fiquei com a impressão que a região da Serra Catarinense ainda não é muito explorada pelo turismo. Em Urubici, cheguei a ver pousadas que não tinham nem site na internet... Ainda assim esta cidade tem mais opções de hotéis e pousadas do que São Joaquim (veja aqui link para hotéis em São Joaquim). 
Serra do Corvo Branco, em Urubici - mais uma belezura da Serra Catarinense!
Outra opção para quem procura descansar e engordar (rsrs) são hotéis-fazenda. A Andrea do blog Do RS para o Mundo, me indicou o Hotel Fazenda Serra do Panelão, mas eu estava procurando uma pousada na cidade mesmo e acabei me hospedando na AconchegoA pousada é simples, mas a hospitalidade foi enorme! Como reservamos de última hora, ficamos em um quarto na parte interna da pousada (antiga casa dos proprietários), mas os quartos da ala nova foram construídos recentemente e são melhores! (Veja também todas as opções pelo booking!).

Algumas dicas:

- A grande atração no inverno da serra catarinense é o frio, chegando até a nevar. Se for só isso que está procurando, vale a pena ficar de olho na previsão do tempo. Mas cuidado para não ficar sem hospedagem, pois as opções não são muitas.
- Há menos opções de vinícolas na serra catarinense, do que na serra gaúcha. Mas não subestime os vinhos de altitude de São Joaquim!! O nosso favorito de lá é o Utopia, da Quinta Santa Maria (custa cerca de R$ 80,00 a garrafa).
- Urubici é mais turística que São Joaquim. Assim, há mais opções de hospedagem lá, além de maior número de atrações na cidade e no seu entorno.
- As estradas pelo interior de Santa Catarina nem sempre são boas ou bem sinalizadas. Penamos bastante para achar alguns caminhos e algumas estradas estaduais (SC) não eram mais que caminhos de terra. Mas entre Orleans, Bom Jardim, São Joaquim e Urubici, não tivemos maiores problemas.


Espero que tenham gostado! No post, há links para o Booking, nosso parceiro! Se fizer reservas através de nosso blog, você pagará o mesmo preço e ganharemos uma pequena comissão.

E aí, já curtiu nossa página no facebook? Segue nosso Instagram? Passe lá!!!! Assine nosso feed! Assim você fica por dentro de nossas postagens!

2 comentários

  1. Olá! Parabéns pelo blog! Eu vou viajar 3 dias em junho e estou em dúvida entre 'Gramado/Canela' e 'São Joaquim/Urubici. Me parece que a serra gaúcha é bem mais bonita e tem mais atrativos; por outro lado as baixas temperaturas catarinenses me instigam. Poderia me dar alguma sugestão? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Walter, eu gostei bastante da Serra Catarinense, mas preciso confessar que a serra gaúcha tem mais atrativos. A decisão depende muito de onde você estiver. Como são poucos dias, de repente poderia deixar a serra gaúcha para outra oportunidade. Só uma dica: Urubici é mais turística que São Joaquim! Se hospede por lá!

      Excluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo