10 Dicas de Viagem que só uma Mãe pode dar

Que dicas de viagem só uma mãe pode dar? Curioso(a) pra saber o que as mamães viajantes vão contar? Pois hoje estamos fazendo uma blogagem coletiva, em homenagem ao dia das mães, compartilhando nossas melhores dicas!
Aqui você vai ver as minhas sugestões, mas lá no final do post tem uma lista com as dicas de muitas mães blogueiras! Vamos conferir?
Aliás, já participamos de várias blogagens coletivas. Quer ver mais? Clique aqui!

1) Respeite o tempo da criança
Quando você viaja sem criança, pode fazer mil coisas, dormir pouco e beliscar alguma coisa ali na esquina. Mas após a chegada da ninhada, é importante respeitar ao máximo o ritmo da criança. Então: programe menos coisas, menos passeios, viaje mais "slow". Respeite os horários das refeições e sonecas da criança e tire sempre um tempinho para descansar no hotel. Eu sei... descansar em dólar é dose! Mas é só por um tempo, eu prometo!

2) Respeite seu tempo
Comece a viajar com a(s) criança(s) quando se sentir segura para encarar a estrada ou o avião. Não... não é um grande desafio para a maioria das famílias, mas esqueça o que a filha da vizinha, ou a amiga da sua prima, ou ainda aquela mãe do grupo de maternidade do Facebook te falaram sobre você precisar viajar cedo, senão a criança não se acostuma. 
Primeiro vôo do Léo, aos 2 anos! De Campinas a Gramado
Cada família tem seu tempo e nós, por exemplo, demoramos um pouquinho pra começar: primeiro voo do filhote aos 2 anos e primeira viagem internacional apenas aos 3. Me arrependo de não ter começado mais cedo? Talvez... Mas esperei até sentir segurança de pegar filho, mala e cuia e sair pelo mundo.
Mas se você sente vontade e tem pique de sobra, vá logo, mesmo que outras pessoas te falem que é muito cedo. Quem vai saber a hora certa é você! 

3) Esqueça a preocupação com alimentação saudável por uns dias
Eu estou confiante que aquela nutricionista do GNT não vai ler este post, então lá vai: se o pequeno ficar uns dias sem fruta orgânica, leite fresco ou ovos caipiras, ninguém vai sofrer demais por isso! E você nem precisa comentar no grupo de maternidade, que deu papinha industrializada para seu bebê. Morre aqui, eu juro! Fica entre nós, tá? Mas... se informe a respeito das marcas e produtos disponíveis no país para onde vocês viajam. De repente, há ótimas opções!
Quem resiste a um sorvetinho?
4) Tente criar uma rotina durante a viagem
Muitas crianças se ressentem com mudanças bruscas de rotina, apesar de a maioria se divertir bastante em companhia dos pais. Por isso, dentro das possibilidades, tente manter uma certa rotina. Também é importante entender o que irrita seu(sua) filho(a) e tentar evitar. Por exemplo: se é uma criança que fica birrenta quando passa muito calor, não vá programar uma viagem pra Sevilha em julho... Ah, e não se esqueça, dentro do possível, de levar objetos que a criança curte bastante! Se tiver um "nana" (como paninho ou bicho de pelúcia) leve e cuide para não esquecer embaixo da coberta de algum hotel!

5) O carrinho é seu melhor amigo
Repita comigo este mantra: "o carrinho é o meu melhor amigo"!!! Enquanto a criança cabe no carrinho, ela pode tirar uma soneca, descansar e até fazer um lanchinho pela rua. Além disso, longas caminhadas são quase impossíveis com crianças pequenas! Imagine ter que carregar a criança no colo? Coitadinha da nossa coluna! 
Carrinho - não vá sem ele!
Em geral, nas viagens de avião, o carrinho te acompanha até a porta da aeronave e depois é levado pelos funcionários da Cia Aérea. O único problema é que o carrinho geralmente conta como um volume, tomando o lugar de uma mala. Se não tiver como levar o seu carrinho, considere alugar um. Ah, prefira um modelo tipo "guarda-chuva" que é super prático e ocupa menos espaço! Mas se ainda tiver dúvidas sobre modelos de carrinho, confira este post do blog Viagens que Sonhamos.

6) Revezamento é vida
Aquele dilema: o que fazer quando o marido quer ir a uma degustação de Absinto e você quer ouvir um concerto de música clássica? E a criança, é claro, não quer ou não pode participar de nenhum desses programas, né? Planejem as atrações em horários diferentes e se revezem!!! Cada um fica um pouco com a criança, descansando ou brincando no hotel enquanto o outro sai para um programinha! Esta estratégia tem funcionado muito bem com a gente! Tem até o selo trilhasecantos de boas práticas em viagem com criança! (kkkk)

7) Alugue um apê! 
Especialmente para crianças menores, estar em uma "casa" é uma ótima pedida. Dependendo das preferências alimentares da criança, é possível preparar refeições simples e isso pode gerar uma boa economia. Pela nossa experiência, só não compensa alugar apartamento se a permanência na cidade for curta, pois sempre é preciso fazer umas comprinhas no mercado. Se for pra ficar muito pouco tempo, você vai acabar desperdiçando muita coisa. 
Nosso apartamento na cidade velha de Praga - nada como se sentir em casa!
8) Não desfralde durante a viagem
Desfraldar a criança é um processo super tranquilo para alguns e um stress danado para outros. Novamente, não compare seu filho com o filho da vizinha! E se tiver viagem marcada, considere começar o processo depois, para ser feito com mais calma. Imagine fazer isso durante a viagem, correndo o risco da criança fazer xixi na cama do hotel, no assento do avião, no restaurante, na fila da foto com o Mickey...

9) Vacinação e visitas ao pediatra em dia!!!
Fale com o(a) pediatra do(a) pequeno(a) antes de viajar. É sempre bom marcar uma consulta um pouco antes e ver se está tudo em ordem! Peça também uma listinha de medicamentos para você ter sempre à mão durante as viagens. Se ele(a) for bem legal, talvez dê até o número do whatsapp. Só não vale abusar e ficar mandando corrente pro(a) médico(a), tá?
Além disso, deixe a vacinação em dia! Mesmo que o lugar que vai visitar não exija vacinas específicas, é bom proteger contra gripe ou meningite, já que podemos passar várias horas em um avião ou ambientes fechados.

10) Prefira lugares com acesso fácil a médicos/hospitais.
Mesmo nós, que amamos ecoturismo e lugares isolados, ficamos com uma certa insegurança de ir para lugares onde falte assistência médica. Então, é mais confortável ficar em cidades em que haja pelo menos um postinho de saúde. Mas é bom lembrar que no mundo inteiro tem criança e, a não ser em países muito pouco desenvolvidos, elas acabam tendo acesso a cuidados médicos. E nem pense em viajar sem seguro-saúde!

E, afinal, minha dica mais preciosa: curta as viagens, pois são momentos que vão ficar eternizados na memória da família. Talvez a criança pequena nem se lembre, no futuro. Mas os vínculos entre a família são muito mais fortalecidos nestes momentos especiais e isso vai permanecer!
Um dos programas favoritos e inesquecíveis - visitar parques nacionais!
Então são estas minhas dicas de mãe viajante! Veja abaixo esta lista com outras dicas suuuper bacanas também!
E aproveito para desejar a todas as mães, um dia muito feliz!

Blogs Participantes:
Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão!
 O Trilhas e Cantos tem parceria com o Booking, RentCars (que pesquisa preços em várias locadoras) É só clicar nos banners abaixo:

E se estiver procurando hotel, que tal reservar pelo Booking?

Continue nos acompanhando! Pra não perder nada, siga o @trilhasecantos no facebookInstagram e através de nosso feed

26 comentários

  1. Lili,
    Acho que somos viajantes muito parecidas, pois pensamos quase nas mesmas dicas.
    Que fofura o Leo pequenino.

    Feliz Dia das Mães!
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran, eu também senti isso lendo seu post! Bjks

      Excluir
  2. Eu ri muito com a parte da nutricionista do GNT! hahaha Quem nunca deu uma porção de batata-frita como almoço? rs

    ResponderExcluir
  3. Lili, que lindo esse cabeçalho do blog! Eu não lembrava dele! Mudou faz tempo?? Acho que ando lendo muito post em celular, porque ainda não tinha visto, e adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clau! Que bom que gostou!!!! Faz um tempinho que mudei, sim! bjks

      Excluir
  4. Amei suas dicas e realmente temos que desencanar da alimentação saudável durante as viagens, não rola mesmo rsrs

    ResponderExcluir
  5. Sei não..acho que a nutricionista do GNT bem que pode passar por aqui! :) :) Lili, adorei o post, especialmente a parte do se respeite - é ótimo viajar com crianças, mas tem mãe que gosta de ir perto, outra de ir longe, outra de ir com bebê, outra de ir com criança maior. E tá tudo bem! Temos de nos unir e não nos julgar! Palmas pra você!

    ResponderExcluir
  6. Ótimas dicas! O carrinho foi meu companheiro até os 5 anos. Senti muita falta dele em minha viagem ao Chile, o Biel tava enorme e não cabia mais no carrinho. Viajar com nossos pequenos é tudo de bom né?

    ResponderExcluir
  7. Adorei suas dicas!!! Aqui carrinho ñ faz muito efeito, o meu filho menor ñ gosta (usou em Orlando pq viu 4018 crianças usando kkkk). E adorei a dica de se hospedar em um apt., em Montevideu ano passado ficamos em apt e foi maravilhoso. Tiramos um dia para ñ fazer nada, passamos o dia todo lá, na preguiça, de pijama.... isso em um quarto de hotel seria impossível!

    ResponderExcluir
  8. Que saudades de quando meus filhos eram pequenos. Sabe que estou bem inclinada a alugar um apê nas próximas viagens? Além de economizar , se tem aquele jeitinho de cozinhar para a família como já estão acostumados em casa. Feliz Dia das Mães.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post e também de saber que somos mães viajantes muito parecidas...... Feliz Dia das Mães. Um bj

    ResponderExcluir
  10. Uma dica que vou considerar nas próximas viagens: alugar um apto ou casa! Adorei as dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cíntia! Você vai gostar da experiência de ter uma "casa" por uns dias" hehehe
      Um abraço!

      Excluir
  11. Nós também demoramos um pouco para começar a fazer viagens com a filhota e sempre me arrependo disso. Mas agora vc falando sobre o nosso tempo de fazer as coisas acho que tem razão, talvez eu simplesmente não estivesse preparada pra isso ainda. Depois que começamos não queremos mais parar, o problema agora é só encaixar com as férias escolares (dureza!).
    Abraços e feliz dia das mães.

    ResponderExcluir
  12. oi Liliane!
    Que bacana chegar aqui no teu blog bem no Dia das Mães.
    Quero muito usar a estratégia do revezamento. Até agora, só consegui na troca de casa. Maridón prefere fazer tuuuudo junto.
    Agora, desencanar do feijão em viagem, graças a Deus, sou liberta. hahahaah
    Bjks
    Adriana

    ResponderExcluir
  13. OI Liliane! Nem me fala em esquecer a pelúcia embaixo das cobertas. Tem uma pessoa aqui que não esquece, 7 anos depois! Bjs

    ResponderExcluir
  14. A dica do não desfraldar durante a viagem é fundamental. O nosso menino já havia desfraldado um pouco antes de uma viagem. Durante a viagem ele regrediu. Foi um grande perrengue até decidirmos que não havia saída, teríamos que colocar as fraldas novamente. Depois disso a viagem fluiu tranquilamente. Foi um alívio tanto para nós, quanto para ele. Parabéns pelas dicas! Feliz Dia das Mães!

    ResponderExcluir
  15. Lili, adoro seu blog e acho que somos bem parecidas em vários quesitos. Bj.

    ResponderExcluir
  16. Lili, lindo post ! Fotos lindas do seu filhinho pequeno. Dicas muito legais, principalmente não ficar comparando seu filho com outras crianças. beijocas

    ResponderExcluir
  17. Adorei sua lista, muitas dicas aplico aqui, essa 'obrigação' de viajar o cedo possível com os filhos foi muito bem abordada por você Liliane, também começamos a levar Arthur para viagens mais longas aos 3 anos, tínhamos outras prioridade no planejamento de nossas vidas e as viagens ficaram pra depois, não temos nenhuma preocupação em contar quantos lugares os meninos conhecem e se eles começaram a viajar maiorezinhos qual o problema né? Somos bem parecidas em nossas preocupações com nossos pequenos em viagens.

    ResponderExcluir
  18. Lili, dicas bem parecidas com as que fazemos. A do carrinho é top! Amooo!

    ResponderExcluir
  19. Liliane, adoro seu jeito de escrever! Ri alto aqui com o mantra do carrinho e com a corrente de whatsapp pro pediatra! kkkk
    E claro, amei as dicas! Tô contigo que ninguém melhor que a gente mesmo pra decidir a hora certa de viajar! E aqui tb ativamos o modo slow, fica muito melhor e todos aproveitam! Beijos pra vc!

    ResponderExcluir
  20. Liliane, adorei as dicas, principalmente a de respeitar o tempo da família! Beijos e ótimas viagens!

    ResponderExcluir
  21. Adorei suas dicas! E que fofa a foto do Leo de óculos escuros tonando sorvete! ��

    ResponderExcluir
  22. Carrinho de fato é o melhor amigo! salvador de vidas (ou melhor, de passeios).
    Adorei o post e as dicas. Temos um estilo de viajar pelo jeito bem parecido porque daria essas mesmas dicas!

    ResponderExcluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo