Japaratinga: como é o mergulho nas piscinas naturais

Já contei como foi mergulhar nos parrachos de Perobas  no Rio Grande do Norte. Nesta mesma viagem, desta vez na Rota Ecológica em Alagoas, fizemos um mergulho muito lindo na Praia de Japaratinga, no centro da cidade.

Ao contrário das piscinas de Perobas, que são sempre rasinhas, aqui a profundidade varia muito de um pedaço para outro! Então, atenção à garotada!


Reservamos o passeio com antecedência na pousada em que nos hospedamos. Lá fomos informados no dia anterior sobre o horário de saída do catamarã. Isto varia muito conforme a maré, sendo que o mergulho tem que acontecer na maré baixa. Neste dia, o passeio sairia ao meio-dia! Haja filtro solar!!!! 
Na hora marcada, fomos até a Praia de Japaratinga, e ficamos no restaurante Mama Pereira aguardando a chamada. O pagamento foi feito diretamente para o barqueiro.

As piscinas ficam alguns quilômetros mar adentro e quanto mais avançávamos, mais inacreditável ficava a cor da água.
O barco parou em um lugar mais raso e começamos a explorar próximo. O Léo não se animou muito e, de início, fomos nos revezando em ficar com ele no barco ou brincando onde a profundidade da água permitia. 
Logo, o Léo "fez amizade" com um dos guias e ficou no barco. Assim, fui tomando coragem de ir mergulhar em alguns lugares em que as piscinas eram mais fundas. 

Depois de um tempo, o barco fez sua última parada em um lugar em que a barreira de corais formava um paredão enorme! Eu sou meio medrosa, mas, encorajada pelo marido, criei coragem e fui lá conferir! Ainda bem!!! A transparência da água alcançava vários metros de profundidade e havia uma diversidade de peixes coloridos e outros animais que nem conseguimos identificar! Voltei bem feliz por ter aproveitado muito bem o passeio!!
Vale lembrar que em muitas praias da Rota Ecológica há piscinas como estas para mergulho. Se estiver hospedado(a) em São Miguel dos Milagres, será preciso pegar uma balsa em Porto de Pedras e na temporada pode haver filas. A Praia de Japaratinga também fica próxima à Maragogi (11 quilômetros).

Quanto custa?

Em janeiro (alta temporada) pagamos R$ 50,00 por adulto. O valor não inclui o aluguel de snorkel/ máscara. Levamos uma máscara e alugamos outra. (Não tenho certeza, mas acho que pagamos 10,00 do conjunto).


Dicas sobre piscinas naturais:

Recomendo a leitura deste post do Viaje na Viagem, com dicas preciosas para aproveitar bem seu passeio a piscinas naturais!
E não se esqueça de caprichar muito no filtro solar, além de colocar camisetas com proteção UVA/UVB na criançada!!!


Hospedagem:


Em Japaratinga nos hospedamos na Yapara-Tiba e gostamos bastante! Se procura hospedagem na Rota Ecológica, faça através de nossa parceria com o Booking. Você não pagará nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão. Veja aqui as opções em JaparatingaSão Miguel dos MilagresPorto de Pedras Tatuamunha


Já está nos seguindoFique por dentro de todas as novidades, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMGOOGLE + e TWITTER

5 comentários

  1. Oh delícia!!! Só de olhar as fotos fiquei aqui babando... passeio maravilhoso!

    ResponderExcluir
  2. Uia!!!! Que coisa boa de passeio amiga! Você tem rodinhas nos pés hein? E esse azul gente? Nossa Sra!

    ResponderExcluir
  3. amo conhecer cidades pequenas e fazer esses passeios embora não seja muito amiga de "mar a dentro" . Que fotos maravilhosas !

    ResponderExcluir
  4. Lindas fotos! As piscinas só tem acesso atraves de embarcação ou pode ir "caminhando" pelo mar como as de Porto de Galinhas? Tem mergulho de cilindro ou só snorkel? Obrii. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Juliana! Demorei para responder pois estava de férias! (rsrs coletando material para o blog, né?). As piscinas ficam meio afastadas! Tem que ir de barco, sim! Creio que haja com cilindro, sim, mas a maioria faz com snorkel já que as piscinas não são tão profundas. AbraçoS!!

      Excluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Back to Top