O que fazer em Carrancas, MG: dicas de roteiro, hospedagem e restaurantes

17 de março de 2019
 Carrancas, Minas Gerais

Carrancas, MG é um destino repleto de cachoeiras e belezas naturais, aliada a um estilo de vida de cidadezinha do interior. A cidade fica na estrada real, a 91 km de Tiradentes. As principais atrações são focadas no ecoturismo, com trilhas, passeios de 4x4, muitos banhos gelados nas cachoeiras e poços cristalinos. Por mais que Carrancas ainda não seja conhecida de muita gente, a Globo já descobriu esse pedacinho de Minas e várias novelas já foram gravadas em seus belos cenários.

Sem dúvida, as cachoeiras são o principal atrativo de Carrancas e você dificilmente irá conhecer todas em uma viagem. Isso porque são dezenas de quedas e poços, alguns ainda nem catalogados. Visitamos Carrancas no último carnaval (2019) e apesar do tempo nublado que pegamos a maior parte do tempo, gostamos demais da cidade! Então, vou indicar os passeios que fizemos e até aqueles que ficaram na listinha para a próxima! Prontos(as) para passear por Carrancas com a gente?

As Cachoeiras de Carrancas

Cachoeira da Fumaça

Esta cachoeira fica próxima à cidade, mas não é permitido tomar banho, pois o volume de água costuma ser grande, o que a torna um pouco perigosa. Se não estiver com muita água, dá para atravessar o rio e fazer a trilha até a Cachoeira Véu da Noiva e da Serrinha.

O que fazer em Carrancas, MG

Continuando alguns quilômetros pela estrada, você chegará até o complexo da Esmeralda
Preço: grátis

Cachoeira da Esmeralda

A cachoeira da Esmeralda é daqueles lugares que as fotos são bem injustas. Ainda mais em um dia nublado como o que fomos. O ideal é estar lá em um dia ensolarado, perto do meio-dia, quando os raios de sol incidem diretamente no poço, realçando sua cor verde!

Carrancas, Minas Gerais

Mas mesmo quando nem tudo sai à perfeição, ela é linda do mesmo jeito! O poço é grande e um pouco fundo, mas dá pra ir nadando até embaixo da cascata para uma hidromassagem!

Preço: R$ 5,00 de estacionamento

Cachoeira Grão Mogol

Este foi um dos lugares que achamos mais lindos em Carrancas! A queda não é tão grande, mas o rio cristalino passa no meio de um cânion. Na trilha, próximo ao rio, a trilha se bifurca: à esquerda te leva à parte baixa e à direita, leva a um poço maior e melhor para o banho.

O que fazer em Carrancas, MG

Não tem nenhuma estrutura, como banheiro ou lanchonete, e em baixa temporada é preciso pegar a chave com o proprietário da fazenda. Tudo isso dá ao lugar um ar mais selvagem e preservado, o que adoramos!

Carrancas, Minas Gerais


A entrada fica alguns quilômetros antes de chegar à Zilda e tem uma placa indicando
Preço: R$ 15,00

Alugue um carro e explore Carrancas à vontade!


Complexo da Zilda

Para quem conheceu Carrancas há alguns anos, talvez estranhe que o complexo está todo "dividido". Cada lugar ficou uma atração diferente, mas ainda dá pra fazer tudo no mesmo dia.

Cachoeira do Índio e Pinturas Rupestres

Na minha opinião, é uma das cachoeiras menos bonitas de Carrancas, talvez porque pelo fato de ser grátis e praticamente não ter trilha, estava bem cheia de gente. Para ajudar, era carnaval e o tempo estava fechado... Mas vale a pena dar um pulinho para conhecer as Pinturas Rupestres, que provavelmente têm cerca de 3500 anos!

O que fazer em Carrancas, MG
Preço: grátis

Escorregador da Zilda

A melhor cachoeira-escorregador que já vi! A pedra é lisinha e parece que foi feita para escorregar! Como é bem lisa, o pessoal desce bem rapidinho! (confira no vídeo ao final do post).

Carrancas, Minas Gerais

Continuando pela trilha, há uma bela cascata. Na entrada do local, há uma pequena lanchonete com banheiros.

O que fazer em Carrancas, MG

Preço: R$ 5,00 (criança não paga)

Racha da Zilda

Neste local ficam algumas quedas e poços, sendo a mais famosa a Racha da Zilda. Acabamos não conhecendo, pois a principal cachoeira estava com um volume grande de água.
Preço: R$ 25,00 (criança não paga)

Parque da Serra do Moleque

O parque do Moleque tem as cachoeiras da Zilda, da Proa e do Guatambu. No dia que visitamos o volume de água estava bem forte, por isso não deu para visitar a do Guatambu, pois é preciso atravessar o rio para pegar a trilha. Havia uma passagem de madeira, mas a chuva nos dias anteriores tinha destruído.
Carrancas, Minas Gerais

No parque, há um trenzinho que leva os turistas até a lanchonete, próxima à trilha das cachoeiras.


O que fazer em Carrancas, MG

Preço: R$ 25,00 (criança não paga)

Complexo da Toca

A atração mais famosa desse complexo é o Poço do Coração. Uma pequena queda deságua num poço fundo, mas cristalino. De cima, dá pra ver que o poço tem a forma de um coração. De lá, muita gente corajosa pula no poço. Eu não encarei, não...

Carrancas, Minas Gerais

O que fazer em Carrancas, MG


No complexo também ficam outras quedas e um escorregador natural. Não é tão bacana quanto o da Zilda, mas para as crianças é melhor, porque vai mais devagarzinho.
Preço: R$ 10,00 por pessoa (criança não paga)

Cachoeira do Encontro e do Pulo

Este foi um dos lugares mais bacanas, porque achamos ao acaso... Estávamos procurando a trilha da cachoeira da Onça e fomos subindo uma estrada, até atravessarmos um rio (só dá pra fazer de 4x4). Ali encontramos um carro de agência e a guia nos contou que tínhamos passado há muito tempo a entrada da Cachoeira da Onça. Mas ali havia outras cachoeiras. Fomos andando e encontramos um lugar lindo: um poço de água cristalina e algumas pequenas quedas. Um pouco acima, uns pocinhos menores com uma hidromassagem natural!
Carrancas, Minas Gerais

O que fazer em Carrancas, MG

Preço: grátis

Cachoeira da Onça

Este é o nosso principal motivo de querermos voltar para Carrancas. Como o clima não ajudou muito, acabou chovendo e o volume de água impedia atravessar o Rio Capivari e chegar até esta cachoeira, que dizem ser das mais lindas
Todo mundo vai dizer que precisa de guia e tal... Mas para achar a trilha é fácil: bem em frente à entrada do complexo da Racha da Zilda tem uma pousada. De lá, é só subir a estrada por exatamente 1 km. A entrada da trilha fica à esquerda na estrada. Mas eu não posso falar sobre as condições da trilha porque acabamos não indo.Várias pessoas disseram que em algumas partes precisa de corda pra descer, mas isso eu só vou poder confirmar na minha próxima ida à Carrancas.

Outros complexos de cachoeiras que não conhecemos por falta de tempo foram o Tira Prosa e o da Ponte

Importante: a maioria das cachoeiras fica fora da cidade, mas não muito distante (a mais longe fica a 12 km). As estradas são de terra, mas os carros comuns passam tranquilamente. O único trajeto que fizemos e não recomendo com carro normal foi até a Cachoeira do Encontro, porque tivemos que atravessar um rio.

Passeio pelo Centro de Carrancas

Carrancas não tem um centrinho com apelo turístico. Não tem uma rua com lojinhas pra você comprar lembrancinhas nem conjunto arquitetônico de valor histórico. Ainda assim, vale a pena passar pela igreja, pelo coreto, pelas capelinhas nas ruas laterais da igreja e ainda tomar um café na padaria Armazém do Pão ou em um café bem ali pertinho, em frente à igreja, na Praça Manoel Moreira.

Carrancas, Minas Gerais

A igreja é muito bonita, e tem um parquinho bacana na praça para quem estiver com criança. É também no centro que ficam mercados, caso precise fazer compras.

Roteiro de 4 dias

São 6 horas de viagem de Limeira para Carrancas. Então, se estiver mais perto de lá, é possível fazer esse roteiro em 3 dias.

O que fazer em Carrancas, MG
  • Dia 1: Chegamos perto das 13 hs, fomos almoçar e depois fomos conhecer a Cachoeira da Fumaça. De lá, seguimos para a Cachoeira da Esmeralda. À noite, jantar no Virada do Largo
  • Dia 2: Complexo da Zilda: cachoeira do Índio e Pinturas Rupestres. Passeio 4x4 e trilha até a cachoeira do Pulo e do Encontro. Na volta, conhecemos o Complexo do Grão Mogol. Jantar no Recanto Bar
  • Dia 3: Complexo da Zilda: Parque da Serra do Moleque de manhã. Almoço e passeio pelo centro e Complexo da Toca à tarde.
  • Dia 4: Retorno. Tomamos café com calma e voltamos para casa.

Onde se hospedar em Carrancas

Nos hospedamos no Chalé Terra Viva, uma pousada super bacaninha, no alto da serra e com uma vista lindona da cidade. Cada chalé é independente e toda a pousada é decorada em estilo rústico com portas, janelas e móveis de madeira de demolição.


O café da manhã é uma delícia, com vários quitutes feitos na pousada. O atendimento também foi nota 10! A pousada fica a 3,5 km do centro.

Também pesquisei e listei algumas pousadas que parecem opções interessantes também (lembrando que as pousadas mais charmosas geralmente ficam na zona rural):

No centro da cidade
Luz do Sol
Pousada das Candeias
Águas de Carrancas

Zona Rural - nos arredores de Carrancas
Além das Formas
Céu e Serra
Verdes Em Cantos
Vila Real

Encontre aqui os melhores preços de pousadas em Carrancas


Informações Turísticas

O Centro de Apoio ao Turista fica no coreto da praça central e fecha no horário de almoço. Pelo que vi, funciona mais aos finais de semana e feriados. Lá nos deram um mapa e todas as informações necessárias para encontrarmos as cachoeiras. Ao contrário do que muita gente fala, não achei necessário contratar guia, a não ser que a pessoa esteja sem carro, ou queira fazer um passeio 4x4. Mas isso fica a critério de cada um... Vimos 2 agências na cidade: a Poliana e a Eco Adventure.



Onde comer em Carrancas

Carrancas, Minas Gerais
Restaurante Uai Tchê
Uai Tchê
O restaurante serve a típica comida Mineira, feita no capricho, mas só abre para o almoço.
Preço: R$ 25,00 por pessoa

Recanto Bar
O lugar mais animado de Carrancas, costuma ter som ao vivo e tem boas opções de pizzas e porções. Em feriados, é bom chegar bem cedo porque a casa lota e forma até fila para entrar!

Virada do Largo
Em uma casa antiguinha, com muito charme e bem atrás da igreja matriz fica o Virada do Largo. Como a cidade estava cheia, na terceira noite tentamos ir ao Massaroca e estava lotado, então acabamos voltando a este restaurante. Eu preciso dizer que neste dia o prato me decepcionou um pouco.

Alguns restaurantes que não conhecemos mas são bem recomendados são o Massaroca (muito bem avaliado no Tripadvisor), a Pizzaria do Betão e o Bar da Bel, bem próximo ao Recanto.

Mapa das atrações

Clique para navegar, ampliar, diminuir...

Como chegar em Carrancas

De São Paulo, é só seguir pela Fernão Dias até chegar à entrada de Lavras e seguir pela MG 265 em direção à Itutinga. Entre em Itutinga e procure placas sinalizando para Carrancas, ou se informe por lá, pois uma das placas estava quebrada e acabamos errando. Mas não é complicado não... Qualquer duvida, apele para o GPS ou Google maps. Do interior de SP, passamos por Mogi Mirim, Borda da Mata, etc., até chegar em Pouso Alegre, onde pegamos a Fernão Dias. Também dá para ir pela Anhanguera e depois pela Dom Pedro, mas queríamos fugir do movimento, pois viajamos no carnaval.
Na Fernão, em Três Corações, recomendo parar na Venda do Chico. Pra mim, a parada é obrigatória para comer pão de queijo e tomar café de bule! =D

Distâncias:
São Paulo: 444 km
Belo Horizonte: 301 km
Rio de Janeiro: 411 km

Então, é isso! Faltou alguma informação importante? Pergunte à vontade!! Tem alguma dica de Carrancas pra compartilhar? Deixe um comentário!!
E para conhecer um pouquinho mais de Carrancas, assista esse vídeo rapidinho, no Youtube!

Aproveite e se inscreva!



Se quiser ler mais, este post aqui que me ajudou muito a planejar a viagem para Carrancas!

Planeje sua viagem com nossos parceiros

Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão! É só seguir os links:
Reserve seu hotel pelo Booking
Alugue um carro pela Rentcars
Faça seu seguro viagem com desconto na Seguros Promo
Pesquise passagens aéreas com ótimas tarifas no Viajanet
Compre seu Chip de Celular para usar no exterior e receba em casa

Gostou do Post? Salve no Pinterest!
O que fazer em Carrancas, MG

Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST e TWITTER. Assine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

7 comentários

  1. Liliane, adoro passeios cheio de belas cachoeiras e amei seu roteiro em Carrancas. Já anotei todas as dicas pois quero conhecer. Essas cachoeiras onde podemos escorregar são tão divertidas né? Ótima dica

    ResponderExcluir
  2. Adoro cidades com atrações turísticas.

    ResponderExcluir
  3. Carrancas está na minha wishlist há tempos, desde o Projeto Estrada Real!!

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber se é possível percorrer os complexos de bicicleta se hospedando no centro de Carrancas. As estradas são ruins? É tranquilo deixar a bicicleta pra fazer as trilhas a pé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Magali! Tudo bem? Seguinte: acho tranquilo andar de bike sim! Deve ser bem gostoso, por sinal! Quanto a deixar a bicicleta, sempre tem um risco, mas a maioria dos complexos de cachoeiras têm uma portaria, ou pelo menos alguém para cobrar a entrada. Mas nunca é demais tomar cuidado, colocando cadeado na bike... Quanto às estradas, não estavam ruins quando fomos não, dava para passar com carro de passeio. Abraços

      Excluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!