5 dicas infalíveis para escolher um hotel

4 de março de 2018

Escolher um hotel é uma das partes mais importantes no planejamento de uma viagem. Com tantas opções disponíveis, nem sempre é uma tarefa fácil, mas pode ser até divertida! Ao fazer a busca por um hotel, é importante definir  qual é o seu orçamento, quais são as suas prioridades e preferências.
Felizmente, há muitos recursos na internet que ajudam bastante na hora de escolher uma hospedagem e fazer uma reserva. Neste post, reuni algumas dicas que venho praticando há anos... Vamos conferir?


1) Sites de reservas

Ainda não inventaram nada melhor do que sites de reservas. Eu uso muito o Booking e acho super prático, especialmente porque a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis! 
Gosto também de ler a avaliação com opinião de usuários. O que eu mais levo em conta é o conforto  dos quartos e banheiros, o tamanho das camas e a localização do hotel/pousada. A nota que do hotel também é importante e sempre prefiro notas maiores que 8,0.
Através do booking, também é possível se comunicar com o hotel, então dá pra tirar algumas dúvidas básicas! Outra coisa é que além de hotéis, o site oferece opções de hostels, pousadas e aluguel de apartamentos.
Muita gente ainda tem medo de colocar número de cartão de crédito, mas sites grandes tem uma reputação a zelar, então as empresas costumam investir bastante na segurança do site. Além disso, muitas vezes a tarifa no hotel é mais cara do que nos sites de busca.

Alguns recursos de busca interessantes no Booking:

- salvar hotéis em uma lista (é só clicar no coração, ao lado do ícone "Reservar"). Liste suas prioridades e busque!
- usar filtros, por exemplo: apenas hotéis com piscinas, ou ainda filtrar por faixa de preços.
- mapa com a localização de todos os hotéis disponíveis para a data selecionada.
- ordenar as opções por preço ou considerando preço + nota de avaliação.

Antes de fazer a reserva é importante verificar
- se você selecionou as datas corretas
- se os valores incluem todas as taxas
- a política de cancelamento do hotel/pousada
- as comodidades disponíveis no quarto selecionado
- se crianças são bem vindas no hotel/pousada (se for viajar em família)

2) Pesquise o endereço no Google Maps

Apesar de alguns sites de reservas mostrarem a localização do hotel, o Google Maps costuma mostrar um panorama muito mais detalhado da região. Então, pegue o endereço do hotel/pousada e dê uma boa olhada no Google Maps.
Dê bastante zoom e confira o que tem na vizinhança. É um bom jeito de ver se tem restaurantes, lojas e mercados próximos ao hotel. Procure saber se a rua ou bairro é seguro, se é  tranquilo ou mais movimentado, etc.
Um recurso bem útil do Google Maps é o "pesquisar nas proximidades". Por exemplo, em cidades grandes eu sempre procuro hotéis com mercados e restaurantes próximos, além de estações de metrô ou pontos de ônibus. Então, isso é uma coisa que pesa bastante nas escolhas.
"Conhecendo" as proximidades do hotel, você já vai preparado(a) para o que vai achar em sua chegada! Eu vou confessar: sou tão empolgada, que começo até a passear no street view. Você pode instalar o aplicativo no celular ou acessar no computador, pelo seu navegador.

3) TripAdvisor - use com moderação

O tripadvisor costumava ser meu guru, amo e senhor absoluto para ter certeza se um hotel corresponderia às expectativas. Até que um belo dia, em uma de nossas viagens, eu li um review de um hotel em Munique e uma das avaliações dizia que o café da manhã era básico! Fui preparada para comprar iogurte na esquina e complementar o café, né? Mas acredita que eu cheguei lá e tinha até salmão defumado no café da manhã? Sinceramente, eu não sei o que a pessoa estava esperando!

Outra coisa comum é ver gente reclamando que ficou 2 dias em um hotel e não trocaram as toalhas. Mas existe um movimento no mundo todo de economia de água e recursos naturais, né? Eu tenho a sensação que hoje tem gente que reclama pelo simples prazer de reclamar. Então, eu gosto de ler muitas avaliações para tirar minhas próprias conclusões.

Por isso, hoje, faço o seguinte: se existe alguma avaliação negativa, procuro ver se é algo muito relevante ou não. Por exemplo: se algum hóspede encontrar pulgas na cama, eu não vou arriscar minha pele, né? Especialmente se a avaliação negativa não for um caso isolado.
Outra questão que eu presto muita atenção é se o responsável pelo hotel/pousada responde à crítica. Se tentam justificar ou explicar alguma situação, isso já me passa a ideia de que são cuidadosos com o estabelecimento.

Ah... além de consultar o Tripadvisor, leio muito as notas e avaliações no Booking, gosto bastante de ler reviews em blogs!

4) Não gaste mais do que o necessário

Pense em quanto pode ou quer gastar e busque algo dentro do seu perfil de viajante. Se você está fazendo um mochilão, não faz sentido ficar em uma pousada glamourosa. O bacana é se hospedar em hostel e conhecer bastante gente diferente! Ao contrário, se você está naquela pegada de descansar, vale a pena investir um pouco mais. Enfim, é importante buscar algo dentro do seu estilo, mas também é interessante se abrir para opções diferentes, caso esteja com a grana curta. Em muitos países, especialmente em cidades pequenas, há guest houses ou bed and breakfast que oferecem hospedagem tão boa quanto de hotéis, por preços mais interessantes. 
Uma estratégia de não "estourar" o orçamento é escolher um hotel/pousada melhor pra passar umas duas noites e compensar pagando menos em outras cidades. Aqui em casa, geralmente colocamos um valor médio para ser gasto por noite. Se conseguirmos um hotel mais barato, podemos compensar gastando mais em outro, se acharmos que vale a pena.


Ah... às vezes a economia acaba não compensando: em uma viagem, ficamos em Las Vegas e eu reservei um hotel bem barato, sem me preocupar muito, afinal seria apenas uma noite. No final, o hotel era para fumantes (apesar de meu quarto ser sinalizado como "non-smoking"), o que agravou uma tosse alérgica do meu filho. Felizmente, foi por pouco tempo e tudo ficou bem!


5) Defina suas prioridades e não desista!

Vejo muitas famílias que restringem a busca por hotéis e resorts que tem as refeições inclusas e kids club. Mas é bom saber que há vida fora dos hotéis kids-friendly! O importante mesmo é saber se as crianças são bem vindas ao hotel/pousada.
Já aconteceu comigo de ligar em uma pousada, e perguntar se aceitavam crianças, porque achei que o site mostrava muito a ideia de ser uma pousada romântica. A proprietária me atendeu e disse que aceitavam, mas não era "o forte" deles. Óbvio que escolhi outra, né?
Passamos outra experiência bem diferente recentemente: ficamos em um lugar e tivemos a sorte de ter outras famílias com crianças. Ao final da tarde, quando voltávamos dos passeios, a dona da pousada sempre fazia pipoca e servia bolo para a criançada. E eles adoraram. Então, kids-friendly para mim é isso: saber que meu filho vai ser bem recebido, independente da estrutura de lazer do hotel ou pousada.


Levando em conta seu orçamento e suas prioridades, pesquise bastante e se for viajar na alta temporada, reserve com bastante antecedência! Mas, se deixou pra última hora, e não encontrou muita opção nos sites de busca, não desista: neste caso, entre em contato diretamente com a pousada/hotel. Algumas pousadas e hotéis deixam poucos quartos nos sites de reservas. Procure pelos sites e envie e-mails ou telefone. Nem sempre é mais prático ou econômico, mas pode ser uma opção. Tenha também em mente, que sempre há alguém cancelando a viagem de última hora, mesmo nos feriados mais concorridos.

Então é isso! São essas estratégias que uso para reservar os hotéis e pousadas de nossas viagens. E eu pesquiso muito antes de decidir! E você, como faz para escolher hospedagem?

Gostou do Post? Salve no Pinterest!


Planeje sua viagem!


Se você gosta de nossas dicas e acompanha o blog, que tal fazer as reservas de sua próxima viagem através de nossos parceiros? Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão! É só seguir os links:
Reserve seu hotel pelo Booking
Compre seu ingresso pela Ticket Bar e escape da fila

Já está nos seguindo?

Fique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, GOOGLE + e TWITTER. Assine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

* as fotos deste post são do site Pixabay

6 comentários

  1. Lili,

    Amei o post!!! Dicas super claras e excelentes para escolher com cautela e sem roubadas!
    Também faço como você!!! Adoro o Booking e agora com a possibilidade de pagar parcelado e antecipado, ficou melhor ainda!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas, seguimos também as citadas por você e busco blogs com perfil parecido com o nosso, todo cuidado é pouco na hora de definir a hospedagem, para não cairmos em furada.
    Gostei tanto que compartilhei ;)

    ResponderExcluir
  3. Excelente post, dependendo do destino, se for muito frio, gosto de um hotel que qdo se chegue dos passeios, se possa curtir o hotel, que tenha restaurante, pois nem sempre no frio dá vontade de sair, ne? Tbm adoro o booking.

    ResponderExcluir
  4. ótimo post com excelentes dicas. Uso muito o Booking e através dele já fiquei em vários excelentes B&B. Quando viajo só eu e meu marido,às vezes, nos damos de presente um hotel mais charmoso. Quando nosso filho caçula viaja junto ele sempre pede para ficarmos em apartamento.beijocas

    ResponderExcluir
  5. Lili, adorei as dicas! Utilizo sempre o booking e graças a Deus nunca tive problemas. Concordo contigo quando disse sobre avaliações negativas, pois muitas pessoas tem um grau de exigência muito alto, por isso não levo tanto em conta na hora de fazer minha reserva.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do post. Uso o booking quase sempre. Mas as vezes vou direto no site da cadeia hoteleira se eu tenho programa de fidelidade (Accor e NH por ex). Um dica extra: eu não reservo meios de hospedagem que tenham avaliação inferior a 8,0 no Booking e por via de regra não uso o TripAdvisor nunca - há muita fraude.
    Outro comentário: tenho flertado existosa e intensamente com o AirBnb, outra possibilidade bem legal de hospedagem.
    Obrigada por reforçar essas dicas, as vezes na correria simplesmente passo batido por alguns detalhes.

    ResponderExcluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!