Parque Nacional das Sequoias, na California: caminhando entre gigantes

O Parque Nacional das Sequoias, localizado na região de Sierra Nevada, Califórnia, foi criado em 1890, antes mesmo de haver um serviço nacional de parques, por cidadãos que convenceram o congresso a proteger as florestas da exploração de madeira. 

Desde criança, quando vi uma foto de um carro atravessando uma árvore enorme, tinha vontade de conhecer as sequoias gigantes. Assim, seguindo o desejo da família toda, planejamos nosso roteiro pela Califórnia priorizando parques nacionais.

O que fazer no parque

Sem dúvida, a maioria das pessoas vai até lá para se maravilhar com as sequoias! Depois de entrar no parque nacional, pela Rodovia 198, vamos subindo pela estrada e a paisagem vai se modificando. As primeiras árvores gigantes começam a surgir a nossa vista, e fica aquela sensação agradável de passar por um caminho sombreado, aliviando o calor do verão californiano!
As sequoias gigantes são árvores escassas e seletivas: têm seu espaço ideal de crescimento entre 1500 e 2300 metros de altitude. Chamam este trecho ideal de altitude como Sequoia Belt. Acima disso é muito frio para estas árvores e abaixo de 1500, é muito seco. Isso, é claro, não se aplica às Coastal Redwoods, sequoias de uma espécie diferente, que crescem na costa, à beira do pacífico.
Como tivemos praticamente uma tarde no parque, visitamos apenas as principais atrações. Mas dá para ver o essencial em um dia, com tranquilidade. Os principais programas são as caminhadas, e entre as principais trilhas do parque, estão: Trilha dos 100 gigantes (2000 metros de extensão); Trilha do General Sherman (600 metros); Moro Rock (400 metros íngremes, com escada). 

Se o calor apertar, há rios, lagos e cachoeiras para tomar um banho gelado, mas é bom saber que o parque é grande, algumas atrações ficam mais afastadas, e as estradas sinuosas podem fazer o passeio ser mais demorado. E é bom ter muita precaução ao nadar nos rios, que podem ficar perigosos dependendo do volume de água.

Atrações do parque

General Sherman
Sem dúvida, esta árvore de mais de 2000 anos, é a principal atração a ser vista no parque. É o maior ser vivo do planeta! 


Sua base tem 11 metros de diâmetro. Só para dar uma ideia: se ela crescesse no meio de uma rodovia, iria ocupar pelo menos 3 faixas! E tem mais: o peso do seu tronco equivale a pelo menos 10 baleias azuis adultas.
Mas se a árvore é grande, você ainda não viu a fila que se forma pra tirar foto (brincadeira... Não, é sério, mas vai rapidinho!)

Tunnel Log
Uma árvore que caiu naturalmente, há décadas, e foi transformada em túnel. Para quem está de carro, é uma diversão atravessar o túnel, e no verão tem até fila de espera para passar ali e tirar uma foto! Claro que nós também fizemos, né?

Auto Log 
Outra árvore que caiu e teve uma utilidade inusitada: muitos carros já passaram sobre ela, como se fosse uma ponte! Mas pelo que vi, seria uma ponte que leva de nada a lugar nenhum (rsrs)
Moro Rock
Uma rocha de granito, na qual você pode subir por uma escada íngreme. A vista do alto é impressionante, mas é um pouco assustador para quem tem medo de altura. 
Sequoias Gigantes California



Parker Group
Um conjunto de arvores lindas, que ganhou este nome por causa de 8 membros da família Parker, sendo que o Capitão James Parker
Centro de Visitantes
Além de informações sobre o parque, neste local, você vai encontrar o Giant Forest Museum, museu que conta um pouco da história do parque, mas principalmente traz muitas informações sobre as sequoias. 
Há também uma loja com souvenirs do parque, incluindo mudas de sequoias! Pena que não pudemos trazer na mala!
Outros pontos de interesse (que não conseguimos visitar) são: Crystal Cave (uma caverna com estalagtites) e a Hospital Rock, uma pedra com inscrições feitas pelos Monache, povo indígena que habitava a região. Além disso, o Mineral King é uma área cheia de trilhas com belas paisagens, mas recomenda-se acampar próximo para aproveitar bem a área, já que a estrada que conduz da entrada do parque até lá é sinuosa e se leva aproximadamente 1,5 hora para fazer o percurso de 40 km.

Onde comer

Há apenas um restaurante no parque, então, que tal fazer um piquenique? Há várias áreas de piquenique espalhadas pelo parque. 

Os mercados funcionam apenas no verão no Centro de Visitantes Lodgepole. Por isso, é mais garantido passar em um mercado na cidade e levar seu lanche e bebidas. 

E não se esqueça jamais de recolher seu lixo e colocar os restos de comida em uma lixeira "à prova de urso"! 

Onde ficar

Nos hospedamos em Visalia, a 56 km da entrada do parque (veja aqui as opções de hotel pelo Booking). Achei um bom negócio, pois a cidade tem uma boa estrutura de hotéis e restaurantes e duas cervejarias locais! Mais próxima ao parque, fica Three Rivers (veja opções aqui), mas me pareceu bem pequena. Dentro do parque há um hotel, campings e paradas para Motorhome. 

Como chegar

É muito prático chegar e explorar o parque de carro comum de passeio. Ao contrário de outros parques, como Yosemite, no Sequoia é menos complicado conseguir vaga nos estacionamentos. Há também transporte público de Fresno ou Visália.

Quanto custa

A taxa de entrada no parque custa 30 dólares por carro (incluindo os passageiros) por uma semana e também dá direito a visitar o vizinho Kings Canyon. Mas optamos por comprar o passe America the Beautiful, por 80 dólares, já que visitamos também o Grand Canyon e o Yosemite.

É bom lembrar...
Durante todo o ano, não podem circular veículos maiores que 6,7 metros (22 pés) em alguns setores do parque.
Muitas estradas e algumas atrações, como a Moro Rock, podem ficar fechadas durante o inverno. Se informe no Centro de Visitantes!!

Outros lugares para ver sequoias na California

Há vários outros parques com bosques de sequoias no estado da California, como o Kings Canyon National Park, parque vizinho ao das sequoias, e que se orgulha de ter a segunda maior árvore do mundo, o General Grant.

O famoso Yosemite National Park tem dois arvoredos bem conhecidos: O Mariposa Grove, que está fechado para recuperação das árvores até 2017 e o Tuolomne Grove, aberto à visitação.
Fora estes, há também parques das sequóias Redwood, que crescem no litoral. Para saber mais, indico a leitura deste post do blog Ideias na Mala, que me ajudou bastante no planejamento de nossos passeios!!

Para saber mais, veja o site dos Parques Nacionais e o site da região: Discover the Sequoias.

_________________________________________________________
Procurando hospedagem para visitar o Parque das Sequoias ou qualquer lugar do mundo? Que tal reservar pelo Booking, nosso parceiro? Você não paga nada a mais, e nós ganhamos uma pequena comissão! Veja as opções clicando no banner abaixo:


_________________________________________________________

Bom, é isso! Continue nos acompanhando! Pra não perder nada, bora seguir o @trilhasecantos no facebookInstagram e através de nosso feed

4 comentários

  1. Meu marido é louco para conhecer esse local.
    Quando fomos para a California, não deu tempo de incluir no roteiro.
    Preciso voltar para conhecer essa lindeza!

    Beijão
    Fran @ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
  2. Morro de vontade de conhecer esse parque. Está na minha lista a séculos!

    Clau
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
  3. São mesmo impressionantes, imponentes. Está em nosso foco quando estivermos rodando por aí. Lindas fotos.

    ResponderExcluir
  4. Maravilhoso seu post, muito completo, cheio de fotos e explicações, parabéns!

    ResponderExcluir

Queremos saber sua opinião! Deixe um comentário!!!

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo