Bonito, em Pernambuco: ecoturismo na Zona da Mata

Bonito, Pernambuco
Cachoeira Véu da Noiva II
Cachoeiras em Pernambuco? Sim!! O estado tem muito mais a oferecer do que praias paradisíacas! Na Zona da Mata, a cidade de Bonito oferece ótimos passeios de ecoturismo! Quem nos apresenta esta bela região é o Leonardo Chaves, do blog O Reverso do Mundo. Aliás, lá no final do post tem o site e as redes sociais pra você seguir também e conhecer muito mais de Pernambuco e estados vizinhos. Bora passear por lá?

Bonito, Pernambuco

"Pernambuco é sol e mar, é a Praia de Porto de Galinhas, conhecida e frequentada por turista do Brasil todo e de vários países estrangeiros… Sim, também é, mas não só isso.
O estado tem regiões variadas, até cidades no alto de serras com 600, 800 e até 1000 metros de altitude, locais onde até mesmo no verão, as temperaturas são amenas e no inverno podem chegar até a 12 ou 10 graus.
Também há cidades com muitas cachoeiras. Lugares ideias para caminhadas e turismo ecológico, como esse que vamos visitar hoje:
Bonito, Pernambuco
Estamos na cidade de Bonito. Ela fica a 132 quilômetros de distância da capital, Recife. O acesso até lá se dá pela BR 232. Vá por essa rodovia até a cidade de Bezerros, chegando lá você deve prestar atenção às placas indicativas da direção das cidades de “Sairé e Bonito”. Então aí, entre na PE – 103, até o destino final.
Logo na entrada da cidade, há um posto em que você pode obter informações das atrações turísticas. Nesse posto também são disponibilizados guias credenciados que poderão ser contratados para conduzir as pessoas aos lugares interessantes. As tarifas variam de acordo com os percursos. Os funcionários do posto te darão qualquer informação que for necessária, te mostrando mapas e indicando locais de interesse pra visita na cidade e locais pra comer.
Bonito, Pernambuco
Há restaurantes, lanchonetes e bares. A maioria delas na avenida principal. Outras opções muito boas estão na região da Igreja Matriz da cidade. Não há tanta quantidade assim de lugares para comer, mas os que tem são bem variados e aconchegantes.
A rede hoteleira vem se diversificando, com boas opções, tanto de pousadas mais simples, no centro, quanto de hotéis fazenda, nos arredores da cidade. Consulte um bom site de hospedagens e entre em contato com os locais pra ter uma ideia de como eles funcionam.
Quem vai pra Bonito quer mesmo é ter contato com a natureza. Vamos ver alguns locais onde ela está em um estado muito bem conservado, onde a gente observar as águas e a mata (quase) sem a intervenções do homem.
No Eco parque de Bonito, existem duas áreas distintas, uma que é reservada para aqueles que vão se hospedar na pousada ou ficar na área de Camping que há por lá.
As tarifas variam: há uma taxa de R$ 7,00 pela diária (day use) e quem quiser, pode experimentar os esportes de aventura, as travessias em cordas entre as árvores, e outros desafios. Tudo isso é feito com equipamentos de segurança e monitores. E é pago por fora. Consulte a administração do lugar para todos esses detalhes.
Bonito, Pernambuco
Existe também uma área ao lado, que é aberta ao público. Nesse espaço podemos caminhar na mata ou ficar na beira do rio, onde podemos ver corredeiras e cachoeiras menores. Você deve prestar muita atenção ao tentar se apoiar em galhos ou troncos, que, muitas vezes, em função da umidade, podem estar podres e não aguentarem peso. Algumas pedras podem ser um pouco escorregadias também. Vá com calma!
Dali partimos pra outro local onde há a última cachoeira do percurso. A “Véu de Noiva II”. Ela fica numa propriedade particular e é cobrada uma taxa de R$ 5,00 por pessoa para ter acesso a ela.
Cada centavo gasto vale a pena. Ela não é uma dessas quedas d’águas exuberantes com montanhas de onde a água cai de 100 metros de altura… bom, esse tipo de cachoeira é lindo, sem dúvidas, mas a que nós estamos visitando é formada por várias pequenas e médias quedas. Em alguns lugares, o rio forma trechos mais calmos, onde é possível entrar pra sentir a água morninha pelo corpo. Não há perigo ao andar de um lado para o outro, pois existem estruturas com cordas onde você pode se apoiar.
O barulho das águas, o clima do local, tudo é um convite para curtir a natureza. É muito bom poder ficar algum tempo no lugar assim e descansar, tirar um pouco os pensamentos do corre-corre do cotidiano.
Na estrada de volta para o centro, outras belezas naturais estão pelo caminho. Você pode dar uma parada para admirar a majestosa Pedra do Rodeador e seu entorno. Esse lugar tem um significado histórico, pois foi lá entre 1819 e 1820 que se instalou a primeira comunidade messiânica que se tem notícia na história do Brasil.
Uma vila com cerca de 150 casebres foi construída no sopé da pedra, pois o povo acreditava que de lá sairia D. Sebastião com o seu exército para acabar com a miséria no mundo.
Bom, não foi bem isso que aconteceu. Em vez de exércitos salvadores, quem apareceu mesmo foi a Guarda Nacional, que destruiu tudo. Até hoje, há quem diga que ali se escutam gritos, sons de batalhas… coisas das histórias populares.
Pedra do Rodeador
Pedra do Rodeador
Portanto, em Pernambuco tem tudo isso e muito mais. Quando vier por aqui, não fique só nas praias, há caminhos no interior com atrações que vão te surpreender!"

Muito obrigada pelo seu relato, Leonardo! Aqui no blog, eu adoro divulgar destinos menos conhecidos, especialmente em nosso país! E é claro que fiquei com vontade de conhecer, né??
Para saber mais sobre este e outros lugares interessantes de Pernambuco e outros estados do Nordeste, não deixe de seguir O Reverso do Mundo e as redes sociais: Facebook e Instagram
___________________________________________________________
Procurando hospedagem para visitar Bonito ou qualquer lugar do mundo? Que tal reservar pelo Booking, nosso parceiro? Você não paga nada a mais, e nós ganhamos uma pequena comissão! Veja as opções clicando no banner abaixo:


_________________________________________________________

Bom, é isso! Continue nos acompanhando! Pra não perder nada, bora seguir o @trilhasecantos no facebookInstagram e através de nosso feed

4 comentários

  1. Ola, gostaria de saber se as cachoeiras de bonito estão abertas para visitação ou se estão c falta d'agua.
    Não encontro contato dos responsáveis pelas cachoeiras de Bonito em lugar algum, se alguém tiver por favor informe aqui.
    Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  2. Ola, gostaria de saber se as cachoeiras de bonito estão abertas para visitação ou se estão c falta d'agua.
    Não encontro contato dos responsáveis pelas cachoeiras de Bonito em lugar algum, se alguém tiver por favor informe aqui.
    Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  3. Olá Liliane, sou Leonardo, que produziu esse post aqui a seu convite.
    Tomei a liberdade de comentar aqui para responder às perguntas aí de cima e se você quiser, pode incluir essas infos no texto, pois podem ser um complemento que elucidariam dúvidas de outros visitantes deste artigo.
    As cacoheiras de Bonito não estão secando. Mesmo com algumas situações de desabastecimento d'água em regiões da Zona da Mata e principalmente do Agreste e ainda mais do Sertão do estado, a região de Bonito encontra-se em uma zona de cobertura de Mata atlântica e clima, um pouco mais ameno, em função da altitude e das serras, ajuda a manter os rios em estado perene, ou seja, eles não secam durante o verão.
    Há telefone e até Whatasapp do centro de informações ao turista, os quais eu obtive agora, vendo a dúvida no comentário acima: 81 99706.0563 / 98490.3700 (whatsapp).
    Espero poder ter ajudado.
    Abraço e sucesso nos teus projetos.

    ResponderExcluir
  4. Leonardo, super obrigada! Agradeço imensamente por tirar a dúvida! E peço desculpas ao leitor por não ter respondido, mas acabei não vendo este comentário. Vou incluir suas informações no post! Valeu mesmo! Um abraço!

    ResponderExcluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo