Regras para uso da cadeirinha de carro em diferentes países


A cadeirinha de carro é obrigatória na maioria dos países, para proporcionar mais conforto e segurança para as crianças. A cada viagem para um país diferente, costumo pesquisar sobre as leis de trânsito e se compensa alugar ou levar o assento. A boa notícia é que a maioria dos países utiliza regras bem parecidas às praticadas no Brasil. No post de hoje, trago algumas dicas e conto um pouco da nossa experiência nos lugares que já visitamos!  Vamos conferir?

Desde nossa viagem pela Espanha (em 2014) fiquei em muita dúvida sobre o que fazer quanto ao assunto! O Leonardo estava com quase 6 anos e aqui no Brasil, utilizamos um modelo de cadeirinha que considero dos mais seguros. Até então, em outros países como Alemanha e Canadá, tínhamos alugado a cadeirinha junto com o carro. No entanto, ao consultar os preços de aluguel do assento na Espanha, pude ver que ficaria mais caro que comprar um novo. Aí vieram as dúvidas: o que fazer? Será que somente o assento elevatório funciona? Será que vão nos parar e multar? Fui procurar a legislação e descobri que o uso da cadeirinha na Espanha, como nos outros países da Europa, é obrigatório e pode resultar em multa. Pela idade (5 anos à época) e tamanho do Léo (acima de 1 metro) ele poderia usar apenas o assento elevatório. Então, achei que valeria a pena levar um daqui. Como eu tento ser econômica com as bagagens, teríamos duas malas para os três. A terceira mala foi com o assento dentro. Despachamos e deu super certo. Nas viagens seguintes, usei o mesmo procedimento e tem funcionado desde então.

Levar ou Alugar?

Minha opinião é que enquanto a criança usa assento com encosto, vale a pena cotar o preço do aluguel ou compra, mas após usar apenas o assento elevatório sem encosto, é tranquilo despachar! A situação é diferente quando seu filho(a) ainda não tem a cadeirinha e você pretende comprar. Muitos pais que viajam aos Estados Unidos, por exemplo, arriscam transportar a criança sem o assento no trajeto da locadora até o Walmart mais próximo. Digo "arriscam" porque se alguma fiscalização parar o veículo, podem aplicar multa.
Caso opte por alugar o assento/cadeirinha, confira esta lista de empresas de aluguel de carrinho e cadeirinha em diversos países, neste post do blog Viajo com Filhos!

Tipos de Assento


Então, vamos entender os nomes em inglês. Os critérios para uso de cada um deles varia de acordo com a idade e peso/altura da criança:

Baby Car Seat (bebê conforto): 

indicado para crianças até 2 anos de idade e, no máximo, até 16 quilos, dependendo do modelo. É posicionado de costas para a frente do veículo (rear facing). 
A maioria dos pediatras e especialistas em segurança afirma que é recomendável manter a criança até 2 anos no bebê conforto, mesmo que o tamanho e peso já sejam compatíveis com o cadeirão. Aliás, em alguns lugares (por exemplo: Califórnia) é obrigatório até 2 anos!

Forward-Facing Car Seat (cadeirão/cadeirinha): 

O famoso "cadeirão" (ou cadeirinha) também conhecido como trambolho (ô negócio grande!). É indicado, em geral, para crianças de 2 a 4 anos. Eu acho super desajeitado pra levar no avião e como algumas companhias aéreas low coast cobram taxa por bagagem, nem sempre vai ser uma economia!

Booster (assento elevatório): 

Recomendado para crianças a partir de 4 anos, há 2 modelos de booster - com ou sem encosto. Em muitos modelos, o encosto é encaixável e você pode levar apenas a parte de baixo. 
Pelo que pesquisei, em geral, quando a legislação obriga o uso de booster pela idade ou peso da criança, não faz exigência que seja com o encosto, mas pelo menos o assento elevatório. Porém, fica a questão: se seu filho ainda usa o encosto aqui, ele vai estar mais seguro usando em qualquer outro lugar, né?

Adult Safety Belt Permissible (uso do cinto de segurança para adultos)
Em alguns países, é permitido o uso de cinto de segurança (sem a necessidade de assento), apenas no banco traseiro. Mas para que a criança esteja segura, é importante que ela tenha altura adequada. Então, mesmo que seu filho tenha a idade, talvez ainda precisa do booster para ficar realmente seguro. Mais informações sobre cadeirinhas e segurança, veja aqui neste post!

Regras em diferentes países


Na União Européia, há algumas regras gerais, mas podem variar um pouquinho de um país para outro. Assim como nos Estados Unidos, as regras podem mudar entre os estados. Por enquanto, pela nossa experiência, posso citar as normas destes países nos quais alugamos carros:

Alemanha: Crianças até 12 anos, com altura até 1,50 m, devem usar assento apropriado de acordo com a idade e utilizar o banco traseiro. Quando viajamos para este país, preferimos alugar a cadeirinha porque o Léo estava com 5 anos, ainda usava o assento com encosto e o valor do aluguel foi baixo.

Argentina: É obrigatório uso da cadeirinha apropriada até 4 anos e até 10 anos a criança deve viajar nos assentos traseiros, com cinto de segurança. Quando viajamos pela Patagônia, não levamos nem alugamos assentos, pois o menorzinho tinha 4 anos.

Canadá: No Canadá, as regras também podem mudar de uma província para outra. Por exemplo, em British Columbia, as crianças devem usar a cadeirinha até 18 quilos. Crianças acima de 1,45 m já podem usar apenas o cinto, no banco traseiro. Veja mais aqui!
Alberta: bebê conforto até pelo menos 1 ano ou 10 kg. A partir deste tamanho,  se o bebê já estiver andando, pode usar a cadeirinha, até ter 18 kg ou 6 anos. Crianças até 9 anos ou 1,45 (18 a 36 kg) ainda devem usar o booster. Veja mais aqui!
Quebec: até 10 quilos, usar o bebê conforto. A partir deste peso, até 18 quilos, usar a cadeirinha. Acima de 18 quilos, usar o booster. Veja mais aqui!
Quando viajamos para o Canadá, o Léo tinha 3 anos e estava na fase da cadeirinha. Assim, como o valor do aluguel era baixo, solicitamos uma junto com o carro, tanto em Alberta como em Quebec.

Chile: Crianças até 8 anos devem se sentar no banco traseiro e são exigidas cadeiras para crianças até 4 anos. Por isso, apenas viajamos com as crianças no banco traseiro, presas no cinto de segurança.

Espanha: 
As regras na Espanha foram atualizadas em 2015. Crianças com altura inferior a 1,35 m (independente da idade) devem usar assento apropriado à idade, mesmo em táxis, em viagens intermunicipais sendo os pais os responsáveis pela segurança, e não o motorista. Dentro da cidade, há exceções, quando se tratam de táxis. Para a Espanha, levei o assento elevatório (booster) na mala e despachei sem problemas (o Léo estava com 5 anos). 
Os assentos recomendados são: bebê conforto (40 a 85 cm) até 1 ano aproximadamente (ou mais, dependendo do modelo). A partir de 1 e até 4 anos se usa a cadeirinha. Quanto ao booster, são recomendados com encosto até aproximadamente 7 anos e, depois disso, sem encosto, até 12 anos (embora a partir de 1,35 m já se possa usar apenas o cinto). Para mais detalhes, veja aqui!

Estados Unidos: As regras variam de um estado a outro, quanto à idade em que se permite usar apenas o cinto de segurança e também quanto aos valores da multa. Na Califórnia, crianças a partir de 8 anos ou 1,44m (57 polegadas) podem usar o cinto no banco traseiro. Mas é exigido o bebê conforto até pelo menos 2 anos.
As regras na Flórida, um destino muito frequentado por famílias brasileiras, estão explicadinhas neste post do blog E aí férias! 
Neste site há informações de idade/peso e valores de multa para todos os estados.

Reino Unido: Crianças até 12 anos ou 1,35 de altura (o que atingir primeiro) devem permanecer no banco traseiro e em assentos apropriados. Em táxis, não havendo cadeirinha, crianças podem usar apenas o cinto de segurança, no banco traseiro (mas é bom lembrar que estes casos são exceções).
Pelo que pesquisei, os ônibus que fazem viagens intermunicipais oferecem assentos apropriados e eles devem ser solicitados na compra das passagens.
Para mais informações, consulte este site. 

Na dúvida, nunca é demais consultar a locadora de veículos. Eles podem te informar sobre as regras locais, que estão sujeitas a alterações. Outra coisa: se informe sobre quais modelos são aprovados no país!

Se você gostou do post, quando for fazer as reservas para as próximas viagens, faça através de nossas parcerias! Reserve seu carro com a rentcars e seu hotel pelo Booking. Você não paga nem um centavo a mais e nós ganhamos uma pequena comissão!

E você, como faz quando vai viajar pra outro país com crianças? Conte pra gente!! Deixe um comentário! Se você tem blog e escreveu algum post falando especificamente sobre uso da cadeirinha, deixe o link no comentário. Será um prazer incluí-lo no post!


*algumas imagens deste post foram extraídas do site Pixabay e Wikimedia Commons. O bebê fofo da primeira foto é o Léo quando tinha 2 anos! 

8 comentários

  1. Que post tão útil, muito bom. Agora... se vier para o Perú nem precisa ocupar este espaço na sua mala. Apesar do trânsito horrendo, aqui ninguém usa. É uma loucura. Vai criança até no banco da frente sem cinto, sem nada...

    ResponderExcluir
  2. Achei seu post muito útil pq sempre tive essas dúvidas. Aqui normalmente levamos a cadeirinha.

    ResponderExcluir
  3. Post super útil.
    Nós sempre levamos a nossa cadeirinha, por economia e conforto.
    Esse ano, já com 7, foi a primeira vez que viajamos sem.

    Adorei o post, beijos

    ResponderExcluir
  4. UAU!Post super informativo e rico em detalhe. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Mesmo não tendo pimpolhos, achei o post muito legal para quem viajar com os miúdos. :)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, esse post é utilidade pública! Deveria entrar num manual de como viajar com crianças!

    ResponderExcluir
  7. Muito informativo este post. E a dica de levar o assento elevatório na mala é ótimo. Às vezes, de fato, fica mais caro alugar junto com o carro do que comprar um novo. E por que compraríamos um novo no destino, se será útil por uma semana apenas? Vou levar isso em consideração nas próximas viagens. Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante e importante as informações desse post para quem viaja com crianças!!

    ResponderExcluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Back to Top