O que fazer em 1 dia em Ouro Preto


Vou começar dizendo que um dia é muito pouco pra conhecer Ouro Preto, mas já conhecíamos a cidade, e quando surgiu a oportunidade de fazer uma parada por lá, adorei a ideia! 
Se tiver apenas 1 dia em Ouro Preto, que tal escolher uma mina de ouro, um museu e pelo menos, uma igreja a visitar? Isso sem mencionar que basta bater perna no centro histórico para se encantar rapidinho pela beleza da cidade.

Centro Histórico Ouro Preto

Roteiro de 1 dia: 

Como passamos 2 noites na cidade, pudemos passear durante o dia inteirinho. Já tínhamos conhecido muitas atrações em Ouro Preto em outra viagem, e desta vez nossas escolhas foram A Mina da Passagem, a Casa do Conto e a Igreja Nossa Senhora do Pilar. Quer saber em detalhes como foi? Vamos passear por Ouro Preto!!
Centro Histórico Ouro Preto

Veja também: 
A Mina da Passagem fica no município de Mariana, mas é bem pertinho do centro histórico: um dos passeios mais imperdíveis para famílias: é possível mergulhar na história da mineração em uma visita (obrigatoriamente) guiada. Um carrinho percorre um trilho de 300 metros e desce 120 metros de profundidade. Lá embaixo, o guia conta várias histórias sobre a mina e curiosidades sobre a época da escravidão. Ele até nos contou algumas versões da origem de expressões populares como “lavar a égua” ou “santo do pau oco”.

Depois de subirmos de volta, visitamos a parte do museu e da loja da Mina da Passagem. 
Ah, não custa nada lembrar que o desastre ambiental que aconteceu em Mariana no ano de 2015 não afetou em nada seu centro histórico! Aliás, turistas são mais que bem vindos!
Para quem está sem carro, há um trem na estação rodoviária (não tenho mais informações, foram outros hóspedes da pousada fizeram este passeio), ou se preferir, visite alguma outra mina no centro de ouro Preto, como a Mina do Chico Rei.
A visita à mina não é demorada, e fica bem pertinho do centro de Ouro Preto, então logo voltamos para continuar nossos passeios. No centro histórico, visitamos a Casa do Conto que fica na Rua São José, conhecida como a rua dos Bancos. Contei tudinho sobre este museu aqui neste post mas já adianto que o acervo é bacana, mas são os monitores do museu que fazem toda diferença. Senti todos muito preparados e envolvidos na história do museu!
Após a visita ao museu, já era hora de almoçar! Escolhemos um restaurante na mesma rua com comida (self-service) e atendimento ótimos! 
Após o almoço (com uma bela vista), fomos à igreja Nossa Senhora do Pilar. Esta é conhecida como a segunda igreja com maior quantidade de ouro em seus adornos, no Brasil. Só perde pra Igreja de São Francisco, no pelourinho, em Salvador! A taxa de visitação é de R$ 10,00 e dá direito a conhecer o museu de arte sacra, que fica em um prédio anexo.
A esta altura, já estávamos cansados e só passamos na feirinha de artesanato que fica bem em frente à igreja São Francisco de Assis. Afinal, não dá pra voltar de Ouro Preto sem algum souvenir feito em pedra sabão, né?

Final de tarde, aproveitamos o café servido pela pousada, com aquela baita vista do centro histórico! Também foi uma boa oportunidade de batermos um papo com outros hóspedes e trocarmos figurinhas sobre o que havíamos aprendido em Ouro Preto. Aliás, também é impossível sair de Ouro Preto sem aprender um pouco mais sobre a História do Brasil!
À noite, saímos para jantar no Passo Pizzaria. Na noite anterior, havíamos jantado no Café Geraes (nosso favorito! =D).

Onde se hospedar:

Das duas vezes que estivemos em Ouro Preto nos hospedamos na Pousada Abigail Condé. Nada de luxo, mas a pousada tem um bom custo-benefício e uma vista lindíssima do centro histórico. Só não recomendo se estiver a pé, pois ela fica a uma certa distância do centro (pertinho pra ir de carro, mas uma pernada para ir a pé).
Mas você ainda pode procurar todas as opções em Ouro Preto no Booking, nosso parceiro!

Curtiu o post? Salve nos seus pins!

Espero que tenha gostado do nosso roteirinho! Se tiver alguma dúvida ou palpite, deixe um comentário! 

Já está nos seguindoFique por dentro de todas as postagens, acompanhando nossas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST, GOOGLE + e TWITTERAssine também nosso FEED! Assim, você não perde nenhuma novidade!

2 comentários

  1. Já visitei Ouro Preto 2 vezes mas´faz muito tempo e desde o ano passado desejo voltar. Sempre que vou pra Tiradentes penso em ir mas desanimo por causa da distância. É uma cidade fantástica. Ótimas dicas. beijocas

    ResponderExcluir
  2. Sabes que tenho a maior vontade de conhecer Ouro Preto? Gostei das dicas e a pousada, hein? Que show de vista!

    ResponderExcluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Topo