Lençóis, Bahia: um guia de sua base na Chapada Diamantina

Lençóis, Bahia, é uma das cidades mais procuradas para servir de base em uma viagem à Chapada diamantina. Isto porque tem boa estrutura hoteleira e gastronômica, além de um aeroporto e diversas atrações próximas.
Lençóis, Bahia

A cidade, com pouco mais de 10.000 habitantes, foi fundada no século XIX, e chegou a ser um lugar próspero por causa da mineração de diamantes. Este passado se revela no belo casario em seu centrinho. Hoje, Lençóis é considerada um dos 10 melhores destinos turísticos no Brasil, e recebe cerca de 120.000 turistas por ano. Neste post, organizei um guia com informações práticas para planejar sua viagem!
Lençóis, Bahia

Atrações na cidade:

Entre os principais pontos turísticos de Lençóis estão os Caldeirões do Serrano e o Ribeirão do Meio - este último é acessado por uma trilha de aproximadamente 40 minutos e tem uma queda d'água em uma rocha inclinada que funciona como um grande escorregador.
Lençóis, Bahia
Caldeirões do Serrano e uma bela vista da cidade
Já os caldeirões, são "buracos" formados na rocha, pela erosão. A água corre por entre estes caldeirões e em alguns lugares, chega a funcionar como uma hidromassagem natural. Um pouco acima dos caldeirões, ficam os salões de areias coloridas, outra atração bastante visitada.
Lençóis, Bahia
Caldeirões do Serrano
Para os mais animados e preparados, há várias trilhas nos arredores da cidade com lugares para tomar um banho de rio ou cachoeira. Vale adiantar que os rios que passam pela cidade, apesar de limpos, muitas vezes servem às lavadeiras que esfregam roupas nas pedras.
Lençóis, Bahia
O programa mais comum em Lençóis é passar o dia fora em passeios e voltar ao final da tarde, quando o centrinho fica novamente movimentado com turistas.  À noite, os inúmeros restaurantes e bares chamam a uma deliciosa refeição, e (por que não?) uma cerveja ou um vinho.
Lençóis, Bahia

Distância de Lençóis a algumas atrações na Chapada:

- Serra das Paridas (pinturas rupestres): 36 km
- Cachoeira do Mosquito (pode-se conjugar com as Paridas no mesmo passeio): 40 km.
Lençóis, Bahia
Cachoeira do Mosquito
- Morro do Pai Inácio (uma das melhores vistas da chapada): 26 km

- Gruta da Pratinha: 48 km
Lençóis, Bahia
Gruta da Pratinha
- Grutas da Fumaça ou Lapa Doce: cerca de 67 km
- Poço do Diabo e Rio Mucugezinho: 20 km
Lençóis, Bahia
Cachoeira do Poço do Diabo
- Poço Encantado: 140 km
- Igatu: 112 km
- Mucugê: 147 km
É possível notar que algumas atrações não ficam tão próximas a Lençóis e ainda pode haver muitos trechos de estrada de terra. É recomendado, caso haja tempo, dividir a hospedagem entre Lençóis e Mucugê. E, pra falar a verdade, eu adoraria voltar lá e passar uns dias no Capão ou até fazer o trekking no Vale do Pati. Vontade não falta...


Agências de turismo:

Como estávamos de carro, fizemos todos os passeios por nossa conta mesmo. Mas no centrinho há várias agências e os passeios podem ser combinados no dia anterior ou mesmo planejados antes de sua viagem. Algumas agências em Lençóis:
Extreme Eco Adventure
Nas Alturas
Ecotur
Lençóis, Bahia

Como chegar?

De avião: Eu só fui descobrir que havia um aeroporto em Lençóis quando chegamos lá. Pra nós foi indiferente, pois já tínhamos decidido há tempos que iríamos de carro. Mas o fato de haver um aeroporto lá torna viável uma viagem para a Chapada se você tiver poucos dias disponíveis. Há voos saindo de diversos aeroportos do Brasil, como BH, SP, Campinas. Na hora de pesquisar um vôo, é preciso tentar várias datas diferentes, pois não há voos diários.
Lençóis, Bahia
De carro: 
Para quem vai de carro a partir de São Paulo (interior como é o nosso caso) são cerca de 1800 km. É bom saber que muitas estradas não estão naquele "padrão fifa" de manutenção (kk) e em alguns trechos, há muito tráfego de caminhões, tornando a viagem bem cansativa. Mas ir de carro é muito válido quando tiver vários dias de viagem (são praticamente dois dias para ir) então vale ficar bastante tempo ou conjugar com outro destino. Acho que um roteiro bacana no verão é escolher também algum destino no litoral, como Barra Grande.
Trajeto: passamos o primeiro dia na estrada e dormimos em Janaúba (não reservamos hotel, procuramos na hora mesmo!). No dia seguinte, contrariando o Google Maps, e seguindo a indicação do dono da pousada que reservamos, tocamos até Caetité, Brumado, Sussuarana, Itauçu, Barra da Estiva e Mucugê. O caminho sugerido pelo Google Maps era mais curto, mas é possível que tenha trechos de terra.
Para quem pega um vôo até Salvador, são mais 426 km, cerca de 5 horas de viagem de carro. Também há ônibus do aeroporto até a rodoviária de Lençóis.
Lençóis, Bahia

Quando ir:

Com relação ao clima, a melhor época para ir é de abril a outubro, pois chove menos. Nós fomos em janeiro e, talvez por causa da chuva, a temperatura estava amena e chegava a esfriar um pouquinho à noite.

Clima
Nesta tabela, você pode observar o índice de chuvas e temperatura. a linha vermelha mostra as temperaturas médias e dá pra notar que durante todo o ano ela fica em torno dos 20 e poucos graus. Já as chuvas... 
Bem, eu não fiz a lição de casa direitinho e acabei pegando uma chuva danada! Embora o gráfico mostre os meses mais chuvosos como novembro e dezembro, janeiro deste ano superou as expectativas de chuva! No entanto, julho não chove quase nada, mas fica frio pra tomar banho de cachoeira...
Imagem: http://pt.climate-data.org/location/43389/

Eventos:

Festival Ressonar: Em Janeiro na lua cheia há um festival de música eletrônica que traz gente do mundo inteiro. O evento, que ocorre na Cratera Lunar (uma antiga propriedade de garimpo) é definido como uma "celebração ao amor e à arte". A cidade fica numa vibe de woodstock e além de música, há palestras, debates e conversas sobre sustentatibilidade e temas afins.
Se animou? Já estão saindo os tickets para 2017 (o último lote a R$ 270,00). Confira no site do festivalSó pra constar: o evento não é voltado para famílias com crianças, mas apesar da cidade ficar bem movimentada, o clima era muito "paz e amor".

Festival de Inverno: um festival de música que teoricamente aconteceria no inverno. Mas este ano, vai rolar de 09 a 11 de outubro. Será que o inverno demora mais pra chegar lá na Bahia?

São João: a festa junina acontece mesmo no mês de junho e comemora o dia de São João. Pra quem gosta das tradições juninas, é um prato cheio, pois as festas na chapada são muito tradicionais e animadas!

Onde comer:

Boa parte dos restaurantes se concentra na Rua das Pedras ou ali pertinho! Se estiver de carro, o local mais fácil de estacionar é na pracinha central e dali as distâncias são curtas. Ficam aqui as sugestões que testamos:
Lençóis, Bahia Para almoçar ou jantar:
NaTora - Pizza fininha e bem feita, assada no forno à lenha. Não aceita cartão
Praça Horácio de Matos, 20
Lampião - Um dos restaurantes mais conhecidos de Lençóis, com boa cozinha típica nordestina - adoramos o omelete de queijo coalho e a carne de sol. 
Endereço: Rua da Baderna, s/n
Fazendinha e Tal - Ambiente com decoração rústica, lembrando coisas de fazenda. Provamos uma pizza de massa fininha (aliás, acho que massa fina é a preferência local). Gostamos bastante!
Endereço: Rua das Pedras, 125
Lençóis, Bahia
El Jamiro - Especializado em massas e carnes, tem o prato super bem servido, e dá até pra dividir!
Rua Miguel Calmon 60
Bodega - outro lugar muito bacana! Comida boa e ambiente acolhedor e, de quebra, tinha música ao vivo.
Endereço: Rua das Pedras 121

Para um café ou sobremesa:
Doceria pavê e comê - A Pavê e Comê abre a partir das 18h. É feita sob medida para fechar seu jantar com uma sobremesa sempre gostosa! O pavê de chocolate é especialidade da dona Sônia, mas foi o carinho dela que nos fez querer voltar lá todas as noites! O Léo adorou os doces e a dona Sônia!
Rua das Pedras, s/n

Café Bavarois - eu não fazia ideia que a Chapada era uma região produtora de excelente café. Não volte sem provar o café, e aproveite para trazer na mala. Aqui, o expresso é "bem tirado" e há doces e salgados deliciosos para um café da tarde.
* já adianto que algumas ruas são apenas para pedestres e que talvez você tenha que pedir informação para chegar em alguns destes lugares...

Onde ficar

A cidade de lençóis tem quase 2000 leitos. Tem opção para todos os gostos: campings, pousadas simples ou charmosas, hotéis e diversos hostels. Na época que fomos estava tendo o Festival Ressonar e como a cidade estava bem cheia, tinha até morador "alugando" a garagem da casa para campistas.
Nos hospedamos na pousada Luar do Sertão, localizada a uma distância pequena do Centro mas acabamos sempre indo e carro pois choveu bastante. Gostamos da pousada: quarto confortável, bom café da manhã e ótimo atendimento. 
Veja neste link todas as opções para o Booking, nosso parceiro.

Banco:

Não há banco 24 horas, mas há uma agência co Banco do Brasil na Praça Horácio de Matos. A maioria dos estabelecimentos aceita cartões. É bom se informar com antecedência se seu hotel/pousada/hostel aceita cartão.
Lençóis, Bahia
Sustentabilidade: a gente vê por aqui..rs
Guia da Chapada: uma dica legal que recebemos foi baixar o aplicativo no site www.guiachapadadiamantina.com.br/. É grátis, dá para ser usado offline e tem várias informações. Mas não é completo como o guia impresso, vendido no site.

Veja também:
Barra Grande, BA: os melhores passeios com criança

E aí, faltou alguma informação importante neste post? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

Gostou do post? Foi útil? Então, que tal reservar o hotel de sua próxima viagem através de nossa parceria? É só usar a caixa de pesquisa ou clicar no banner abaixo:


E aí, já curtiu nossa página no facebook? Segue nosso Instagram? Passe lá!!!!
Assine nosso feed! Assim você fica por dentro de nossas postagens!

18 comentários

  1. Quantas informações úteis! Estive na Chapada Diamantina duas vezes: em 1998 e em 2004. Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Gabriela!! Que legal! Acho que realmente é um lugar para voltar!! Bjs

      Excluir
  2. Master completo seu guia e amei vc divando nas pocas!!!! :) Viu, curiosidade, vc já pinou o Brasil todo? UAU! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha... Mel... a gente "diva" mesmo #sqn. Vishe, fia! Falta muito para conhecer nesse Brasilzão!!! Bjks

      Excluir
  3. Amo os guias do Trilhas e Cantos.
    Mais um para guardar o link para quando realizar o meu sonho das Chapadas.

    Beijão,

    Fran @ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran, que bom que gostou! Espero que saia logo sua viagem! Um beijo!!

      Excluir
  4. excelente post ! Me fala dos próximos destinos que é pra turma aqui de casa ir depois e seguir todas as suas dicas "mastigadinhas".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe... que bom! A intenção foi dar tudo mastigadinho mesmo! rsrs
      Beijos!

      Excluir
    2. hehehe... que bom! A intenção foi dar tudo mastigadinho mesmo! rsrs
      Beijos!

      Excluir
  5. Ai que sonho!!! Fiquei louca pra conhecer também!

    Clau
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu estou louca pra voltar!! Bjks

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  6. Minha irmã tem verdadeiro amor pela Chapada e de tanto viajar pra lá e trazer fotos lindas, acabou me deixando curiosa pra um dia conhecer. Adorei seu post e me deixou ainda mais ansiosa pra um dia pisar nesse paraíso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Simone! Sua irmã tem razão, viu? Se não fosse tão longe da gente, eu iria todo ano! rsrs

      Excluir
  7. Ah, eu queria ter uma cia de viagem que topasse uma road trip longa dessa comigo! Aqui o único que encara é meu pai, mas ele não tem vontade de ir pra Chapada eu acho! Que fotos lindas, quantas dicas legais!

    ResponderExcluir
  8. Adorei o post!! Fui a Lençóis em Agosto do ano passado e foi maravilhoso. Tava friozinho e a água tava super gelada, mas tomei banho em todos os lugares! rsss
    Beijos!

    ResponderExcluir

Trilhas e Cantos. Tecnologia do Blogger.
Back to Top